15:16 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    281220
    Nos siga no

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se aproveitou da situação de escalada da instabilidade no Oriente Médio para declarar, neste sábado, apoio a manifestantes que estão protestando contra o governo iraniano.

    Escrevendo em inglês e persa, o chefe de Estado norte-americano utilizou o Twitter para dizer que sua administração está acompanhando de perto as mobilizações em Teerã e que está do lado do "povo sofrido" do Irã.

    ​Para o corajoso e longamente sofrido povo do Irã: estou do seu lado desde o início da minha Presidência e meu governo continuará ao seu lado. Estamos acompanhando de perto seus protestos e somos inspirados por sua coragem.

    O mandatário norte-americano aproveitou a oportunidade para exigir das autoridades iranianas que permitam um monitoramento em tempo real dos protestos, a fim de evitar um possível "massacre de manifestantes pacíficos".

    ​O governo do Irã deve permitir que grupos de direitos humanos monitorem e denunciem fatos do local sobre os protestos em andamento do povo iraniano. Não pode haver outro massacre de manifestantes pacíficos, nem um desligamento da Internet. O mundo está assistindo.

    As complicadas relações entre Estados Unidos e Irã se deterioram ainda mais nas últimas semanas, principalmente após o assassinato de um importante oficial militar iraniano em um bombardeio norte-americano no Iraque. Em resposta a esse evento, Teerã lançou ataques contra instalações utilizadas por Washington no território iraquiano, aumentando as preocupações sobre um possível conflito direto entre os dois países.

    Mais:

    EUA não devem encorajar aliados da OTAN a agir contra Irã, aconselha especialista
    Secretário do Tesouro dos EUA confirma novas sanções contra Irã
    Irã estaria preparando imitação de porta-aviões dos EUA para treinamento (FOTOS)
    Tags:
    Donald Trump, Teerã, Washington, Iraque, Irã, EUA, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar