10:09 12 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9437
    Nos siga no

    Um ataque aéreo contra uma escola militar na capital da Líbia, Trípoli, deixou pelo menos 28 pessoas mortas e dezenas de feridos neste sábado (4), segundo uma fonte governamental.

    "Um ataque aéreo em uma escola militar de Trípoli matou 28 cadetes e feriu outras dezenas", disse Amin al-Hashemi, porta-voz do Ministério da Saúde do Governo de Acordo Nacional (GNA), sediado em Tripoli e reconhecido pela ONU. 

    No momento do bombardeio os cadetes estavam reunidos para um desfile antes de seguirem para os dormitórios. A escola fica numa área residencial da capital líbia.

    A pasta da Saúde pediu para moradores de Trípoli doarem sangue para os feridos em hospitais e bancos de sangue. Até o momento, nenhum grupo assumiu a autoria da ação. 

    A Líbia está dividida entre dois governos rivais desde 2011, quando o líder Muammar Kadhafi foi deposto e assassinado. Após sua queda, o país passou a ser controlado, ao leste, pelo marechal Khalifa Haftar, e ao oeste, pelo GNA. 

    Marechal mobilização contra presença estrangeira na Líbia

    Na quinta-feira (2), o parlamento turco aprovou o envio de tropas para ajudar o Governo de Acordo Nacional, que vem sofrendo um forte cerco das forças de Haftar desde abril, principalmente na região sul. 

    Após a decisão da Turquia, Haftar pediu uma mobilização nacional contra a presença de tropas estrangeiras na Líbia. 

    Neste sábado, porém, o parlamento da Líbia reconhecido pela ONU, baseado em Trípoli, votou pelo cancelamento do acordo militar assinado pelo governo com a Turquia. Paralelamente, o parlamento baseado em Bengazi cortou relações diplomáticas com Ancara.

    Mais:

    Liga Árabe expressa oposição à 'interferência na Líbia' após acordo da Turquia
    Trump alerta Turquia contra 'interferência' após votação para envio de tropas à Líbia
    ONU: apoio estrangeiro às partes em conflito na Líbia vai agravar situação
    Tags:
    Turquia, Khalifa Haftar, Bengazi, Trípoli, terrorismo, ataques, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar