07:41 24 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    234910
    Nos siga no

    Dezenas de cidadãos dos EUA que trabalham para empresas petrolíferas estrangeiras na cidade iraquiana de Basra estão se preparando para deixar o país.

    De acordo com informações recentes divulgadas pela Reuters, citando fontes de uma empresa petrolífera, a Embaixada dos EUA em Bagdá a todos os cidadãos estadunidenses que abandonem o país imediatamente, horas depois do assassinato do comandante iraniano Qassem Soleimani, um dos líderes da Guarda Revolucionária do Irã, em resultado do ataque aéreo realizado pelos EUA.

    A evacuação dos funcionários não afetará as operações, produção ou exportação, segundo os representantes da petrolífera iraquiana.

    General iraniano Qassem Soleimani, chefe da unidade Força Quds, foi morto na manhã da sexta-feira em um bombardeio do Aeroporto Internacional de Bagdá, no Iraque.

    O Pentágono confirmou sua responsabilidade pela morte de Soleimani e disse que um dos objetivos do ataque foi impedir os futuros planos de ataque iranianos.

    Mais:

    Estados Unidos querem enviar tanques Abrams para região petrolífera na Síria, relata mídia
    Exportações não petrolíferas do Irã demonstram resultados 'surpreendentes', segundo autoridade
    Após invasão de embaixada dos EUA no Iraque, Mike Pompeo altera agenda internacional
    Tags:
    ataque aéreo, EUA, Irã, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar