14:11 22 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    10513
    Nos siga no

    O ministro das Relações Exteriores de Israel, Israel Katz, denunciou o ataque à embaixada dos EUA em Bagdá por manifestantes iraquianos, acusando Teerã de apoiar a ação.

    Katz declarou através do Twitter que seu país apoia os Estados Unidos e instou a comunidade internacional a se opor aos "crimes do regime assassino de Teerã".

    "O Irã cometeu um erro grave ao tentar atingir diplomatas americanos no Iraque. Apelamos à comunidade internacional para que se mantenha firme contra os crimes do regime assassino de Teerã", afirmou.

    Na última terça-feira (31), manifestantes iraquianos incendiaram a cerca externa da Embaixada dos EUA na capital de Bagdá em resposta a ataques aéreos norte-americanos contra a milícia iraquiana xiita Kata'ib Hezbollah, matando 25 combatentes do grupo paramilitar e ferindo gravemente mais de 50 outros.

    As autoridades norte-americanas rapidamente acusaram o Irã de orquestrar a ação.

    O Ministério das Relações Exteriores do Irã rejeitou as acusações dos EUA, classificando-as como "vazias" e pediu a Washington que abandone suas "políticas destrutivas" no Oriente Médio.

    Mais:

    Irã classifica ataques dos EUA no Iraque como 'claro exemplo de terrorismo'
    Trump afirma que Irã está por trás de ataques contra embaixada dos EUA em Bagdá
    Rússia e China devem sancionar o Irã ao invés de realizar exercícios, diz oficial dos EUA
    Tags:
    embaixada, diplomatas, Iraque, Irã, israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar