06:46 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Militar norte-americano na cidade de Manbij, Síria

    EUA manterão tropas na Síria para 'proteger' campos petrolíferos do acesso do Daesh

    © AP Photo/ Hussein Malla
    Oriente Médio e África
    URL curta
    14110
    Nos siga no

    As tropas americanas "permanecerão instaladas" na província síria de Deir ez-Zor para proteger os campos petrolíferos locais, anunciou o secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper.

    Durante coletiva de imprensa na segunda-feira (28), Esper comentou que o objetivo de Washington é impedir o acesso do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países) a esses recursos, sem especificar que recrutamento militar permanecerá nesta região da república árabe.

    "As tropas dos EUA permanecerão posicionadas nesta área estratégica para impedir o acesso do Daesh a estes recursos vitais. E responderemos com força militar esmagadora contra qualquer grupo que ameace a segurança de nossas forças lá", declarou a repórteres no Pentágono.

    Esper acredita que os campos de petróleo de Deir ez-Zor tenham sido usados pelo grupo terrorista "para financiar seu terror", e especificou que "também fornecem uma fonte crítica de fundos para as Forças Democráticas da Síria (FDS)" que visam manter os campos de prisão do Daesh e continuar a luta contra este grupo terrorista.

    Banditismo estatal

    Quando perguntado se as forças norte-americanas vão negar o acesso das forças russas e sírias aos campos de petróleo no nordeste do país sírio, Esper respondeu que sim.

    "Nesse caso, queremos ter certeza de que as Forças Democráticas da Síria (FDS) tenham acesso aos recursos para guardar as prisões, para armar suas próprias tropas, para nos ajudar na derrota da missão Daesh", comentou.

    No sábado (26), o Ministério da Defesa da Rússia criticou a declaração de Washington, garantindo que "capturar e manter o controle militar sobre os campos de petróleo no leste da Síria é simplesmente o banditismo estatal internacional".

    Soldados norte-americanos na Síria
    © AFP 2019 / Delil Souleiman
    Soldados norte-americanos na Síria

    As declarações surgem depois que o presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que as forças dos EUA mataram o líder terrorista Abu Bakr al-Baghdadi na cidade síria de Idlib e agradeceram à Rússia, Iraque, Síria e Turquia pela ajuda relevante.

    O ministério russo salientou que não tinha obtido quaisquer dados fiáveis sobre a operação dos EUA e tinha razões para questionar a sua veracidade.

    Mais:

    Rússia: forças americanas mantêm presença ilegal na Síria
    Chefe do Pentágono admite que tropas americanas estão encurraladas na Síria
    Forças Armadas iraquianas exigem que americanos retirados da Síria deixem o país
    Tags:
    Forças Democráticas Sírias (SDF), petróleo, Deir ez-Zor, Daesh, EUA, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar