21:41 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Fuzileiros navais norte-americanos em al-Qaim, perto da fronteira síria, oeste do Iraque (Arquivo)

    Forças Armadas iraquianas exigem que americanos retirados da Síria deixem o país

    © AFP 2019 / USMC
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7203
    Nos siga no

    As tropas americanas retiradas da Síria devem deixar o território iraquiano, disse o Comando Conjunto das Forças Armadas iraquianas.

    Anteriormente, o secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, declarou que os cerca de 1.000 militares americanos que estão sendo retirados do norte da Síria irão para o Iraque, mas, como foi destacado em uma declaração do serviço de imprensa das forças militares iraquianas, eles não receberam permissão para fazê-lo.

    "[Eles] receberam permissão para entrar na região do Curdistão iraquiano apenas para deixar o Iraque [...] As tropas americanas não receberam nenhum consentimento para ficar no Iraque", diz o comunicado do serviço de imprensa das forças militares do Iraque citado pela Sputnik.

    Em 9 de outubro, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan anunciou o início da operação Fonte de Paz no nordeste da Síria contra o banido na Turquia Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países).

    Muitos parceiros ocidentais da Turquia, incluindo os EUA, condenaram a decisão da Erdogan. Ao mesmo tempo, Washington, que anteriormente apoiava os curdos, anunciou a retirada das suas tropas.

    Americanos deixam bases

    Os curdos consideraram isso como uma violação dos acordos e concluíram um acordo com Damasco para uma oposição conjunta aos turcos, tendo Assad enviado tropas para a fronteira do norte e ocupado várias cidades anteriormente controladas pelos curdos, incluindo Raqqa.

    Na quinta-feira (17) foi declarada uma suspensão da operação de Ancara por 120 horas e a retirada das formações curdas em uma faixa de 30 quilômetros para criar uma zona tampão, que será controlada pelos turcos.

    Enquanto isso, os soldados americanos já deixaram a maioria de suas bases nas províncias de Aleppo, Hasakah e Raqqa, transferindo seu contingente para bases no Iraque.

    Mais:

    Trump 'abandona' curdos, diz que eles 'não são anjos' e exime os EUA de conflito na Síria
    Segredos militares dos EUA em retirada podem cair nas mãos de russos e sírios, sugere mídia
    Turquia e EUA anunciam cessar-fogo e ataques contra curdos sírios são suspensos
    Tags:
    permissão, Síria, tropas, EUA, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar