11:35 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Navio de guerra iraniano Alborz no Estreito de Ormuz

    Irã apreende embarcação no golfo Pérsico por alegado contrabando de combustível

    © AP Photo / Agência de Notícias Fars, Mahdi Marizad
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5330
    Nos siga no

    O Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã (CGRI) apreendeu neste sábado (7) no golfo Pérsico uma embarcação, tendo detido 12 tripulantes que se encontravam a bordo, relata a mídia local.

    O navio estaria supostamente realizando contrabando de combustível perto do estreito de Ormuz, em meio as tensões nesta região. Para além disso, foi relatado que os tripulantes são cidadãos filipinos e que a embarcação carregava cerca de 284.000 litros de gasóleo.

    O Irã combate há bastante tempo o contrabando de combustível por terra com os países vizinhos e, por mar, com as nações árabes com quem tem fronteira marítima. O Irã tem os preços de combustível mais baratos do mundo devido ao considerável apoio estatal e à desvalorização da sua moeda.

    Durante os últimos meses, o país persa apreendeu três navios mercantes na região, alegando supostas violações marítimas.

    O estreito de Ormuz, bem como o golfo Pérsico, são vias marítimas estratégicas que conectam os produtores de petróleo do Oriente Médio aos mercados mundiais.

    Navio-petroleiro no golfo Pérsico (imagem referencial)
    © AP Photo / Hasan Jamali
    Navio-petroleiro no golfo Pérsico (imagem referencial)

    Recentemente, os EUA anunciaram a formação de uma coalizão conhecida como Operação Sentinela, a fim de escoltar petroleiros e outras embarcações mercantes através do estreito de Ormuz e do golfo Pérsico.

    Mais:

    Fuzileiros dos EUA instalam blindado em convés para defender navio no estreito de Ormuz (FOTO)
    Reino Unido envia mais um navio de guerra ao estreito de Ormuz
    Tags:
    combustível, contrabando, Irã, navio, Golfo Pérsico, Estreito de Ormuz
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar