12:58 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Helicóptero MH-60S voa enquanto o navio USS John C. Stennis chega ao Golfo através do estreito de Ormuz, 21 de dezembro de 2018 (imagem de arquivo)

    Pentágono considera enviar porta-aviões e caças ao estreito de Ormuz

    © REUTERS / Hamad I Mohammed
    Oriente Médio e África
    URL curta
    15523

    O presidente dos EUA, Donald Trump, informou recentemente que o Pentágono está pronto para responder a qualquer ameaça do Irã e também para enviar o porta-aviões USS Abraham Lincoln ao golfo Pérsico.

    "Estamos prontos para o pior cenário, mas estamos preparados para que o bom senso prevaleça. Mas estamos muito preparados", disse Trump, tendo em conta que os navios mercantes americanos continuarão a transitar pela região de conflito.

    Como os EUA e o Reino Unido tencionam tomar medidas militares para garantir a segurança dos seus navios mercantes ao atravessarem o estreito de Ormuz, isso poderia incluir o envio de um porta-aviões e de vários aviões de combate para proteção.

    As tensões aumentaram depois que o Irã deteve um petroleiro britânico e publicou o vídeo da detenção. Como consequência, o ministro britânico das Relações Exteriores, Jeremy Hunt, anunciou que estava tomando medidas sobre essa questão.

    "É com profunda tristeza que anunciamos que vamos endurecer a presença internacional no Golfo", disse Hunt.

    Forças na região

    No dia 22 de julho, o governo do Reino Unido solicitou a formação de uma "missão naval europeia" para proteger os navios de carga que atravessam o estreito de Ormuz, "independentemente da pressão dos EUA sobre o Irã".

    "Formaremos uma missão naval liderada pela União Europeia para apoiar a navegação segura de navios e tripulações nesta região vital", complementou o chanceler britânico.

    Na terça-feira (23), o ministro das Relações Exteriores da França, Jean-Yves Le Drian, também afirmou que seu país está trabalhando com parceiros europeus para garantir a segurança marítima no golfo Pérsico.

    Navio de guerra iraniano Alborz no Estreito de Ormuz
    © AP Photo / Agência de Notícias Fars, Mahdi Marizad
    Navio de guerra iraniano Alborz no Estreito de Ormuz

    Em junho, Teerã e Washington chegaram à  beira de um conflito depois que a República Islâmica derrubou um drone americano, quase provocando um ataque retaliatório que o presidente americano Donald Trump cancelou em último minuto.

    Mais:

    Irã apreende petroleiro britânico no Estreito de Ormuz
    Trump diz que navio de guerra dos EUA destruiu drone do Irã no Estreito de Ormuz
    Irã planeja cobrar pedágio de navios no estreito de Ormuz
    Tags:
    USS Abraham Lincoln, golfo Pérsico, forças militares, Estreito de Ormuz
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar