01:05 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    5170
    Nos siga no

    Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, Andrei Koshkin, especialista militar, comentou as palavras do ministro da Defesa russo sobre a modernização do potencial nuclear da Rússia.

    "Neste ano a Tupolev realizou diversos trabalhos de modernização de primeira e segunda fila nas aeronaves Tu-95MS com substituição de equipamentos de navegação e rádio moralmente obsoletos", declarou o ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu.

    A declaração do ministro se refere à modernização de bombardeiros de longo alcance.

    A medida é uma das etapas da atualização da tríade nuclear, a qual envolve mísseis intercontinentais, submarinos nucleares e bombardeiros estratégicos.

    Além disso, a autoridade russa também ressalta a importância da expansão da variedade de aeronaves não tripuladas, complexos robotizados e armamentos baseados em novos princípios físicos de seu país.

    Alcançar a Rússia

    Por sua vez, comentando as declarações de Shoigu, Andrei Koshkin, especialista militar e acadêmico da Universidade Russa de Economia Plekhanov, declarou ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA têm necessidade de alcançar a Rússia no quesito militar.

    "Hoje se criou uma situação única: o chefe do Pentágono, Mark Esper, declara que eles investem 'cada dólar' para alcançar a Rússia na corrida por armas hipersônicas, e isto também se refere a outros armamentos", declarou Koshkin.

    Para o especialista, os EUA não estariam somente em uma corrida por armas hipersônicas, o potencial renovado da frota de bombardeiros nucleares da Rússia também seria uma razão para Washington investir no aperfeiçoamento de sua tríade nuclear.

    "Naturalmente, as palavras [de Esper] também são sobre a nossa aviação de longo alcance, a qual é muito bem-sucedida hoje – ela cumpre suas tarefas militares e o Ministério da Defesa lhe dá grande valor. Hoje, tendo por fundo a crise na OTAN, quando Trump demanda aplicar todos os meios no aperfeiçoamento da tríade nuclear, são exatamente os sucessos da aviação de longo alcance russa e das empresas do complexo militar industrial que permitem a modernização de tais plataformas […] que testemunham a proteção garantida de nossas fronteiras aéreas", declarou Koshkin.

    A modernização também tem abrangido os bombardeiros Tu-160M e Tu-22M3M, o que antecede a criação de um novo e promissor bombardeiro da aviação de longo alcance, o qual já é um objetivo dos construtores da empresa aeronáutica Tupolev, em cooperação com outras companhias.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Bombardeiros B-1 dos EUA poderão ter voos restritos para estender vida útil
    Chegada de bombardeiro estratégico Tu-160 russo à África do Sul sai em VÍDEO
    Por que Pentágono teme novo míssil 'assassino' de bombardeiro chinês?
    Tags:
    EUA, Rússia, armas hipersônicas, bombardeiro nuclear, modernização, Tu-22M3, Tu-95
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar