20:20 25 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Candidato republicano à presidência americana, Donald Trump, durante o debate organizado pela emissora CNN

    Trump: novas sanções dos EUA irão aproximar China, Rússia e Coreia do Norte

    © AP Photo/ Mark J. Terrill
    Mundo
    URL curta
    33526

    A nova lei que impõe sanções radicais à Rússia, Coreia do Norte e Irã aproximará os três países e complicará a capacidade dos Estados Unidos de concluir bons negócios. Quem afirma é o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em um comunicado nesta quarta-feira.

    O presidente Donald Trump assinou nesta quarta-feira um projeto de lei sobre mais um pacote de sanções, visando as principais indústrias de defesa, mineração, transporte marítimo e ferroviário da Rússia.

    As restrições também incluem penalidades para as empresas europeias envolvidas em projetos conjuntos de energia da União Europeia com a Rússia, sendo o gasoduto Nord Stream 2, da companhia russa Gazprom, o alvo mais provável das novas sanções.

    "Ao limitar a flexibilidade do Executivo, este projeto de lei torna mais difícil para os Estados Unidos atingir bons negócios para o povo americano e deixará a China, a Rússia e a Coreia do Norte muito mais próximos", afirmou Trump depois de assinar o projeto de lei.

    Entretanto, o presidente expressou a esperança de que Washington e Moscou colaborem em desafios globais, apesar da lei recém-assinada que sanciona a Rússia.

    "Apesar dos seus problemas, estou assinando este projeto de lei por causa da unidade nacional. Isso representa a vontade do povo americano de ver a Rússia tomar medidas para melhorar as relações com os Estados Unidos", afirmou Trump.

    "Esperamos que haja uma cooperação entre os dois países em questões mundiais importantes para que essas sanções não sejam mais necessárias", acrescentou. 

    Além disso, a nova lei também limita a capacidade do presidente dos Estados Unidos de aliviar quaisquer sanções contra a Rússia, exigindo aprovação do Congresso para suspender as restrições.

    Mais:

    Novas sanções dos EUA contra a Rússia podem ser um tiro no pé?
    Bolívia condena sanções dos EUA contra Rússia
    Novas sanções antirrussas dos EUA devem aproximar UE da Rússia
    Tags:
    projeto de lei, negócios, sanções, Congresso dos EUA, Donald Trump, Coreia do Norte, China, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik