17:07 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Benjamin Netanyahu, premiê de Israel, em aperto de mãos com o presidente dos EUA, Donald Trump

    Trump promete trabalhar em 'grande acordo de paz' entre Israel e Palestina

    © AFP 2019 / SAUL LOEB
    Mundo
    URL curta
    1945
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, se reuniram nesta quinta-feira (15).

    Em coletiva de imprensa após o encontro entre os líderes, Trump afirmou que se compromete a trabalhar em um "grande acordo de paz" entre Israel e Palestina, afirmando que as duas partes têm também têm que buscar compromisso com a paz na região. 

    "Nosso governo está empenhado em trabalhar com Israel e os nossos aliados comuns na região para uma maior segurança e estabilidade, o que inclui a contribuição para um acordo de paz entre Israel e os palestinos", disse o presidente dos EUA.

    Ao comentar a decisão da ONU de proibir a construção de assentamentos israelenses em territórios palestinos, o presidente norte-americano afirmou que as Nações Unidas "trataram Israel muito injustamente". No entanto, Trump ressaltou que Israel deve "suspender a construção de novos assentamentos por um tempo". 

    Trump também afirmou que vai trabalhar para frear o desenvolvimento de armas nucleares do Irã. "Os desafios de segurança enfrentados por Israel são enormes, incluindo a ameaça da ambição nuclear do Irã", disse ele.

    Netanyahu, por sua vez, declarou que a fonte do conflito persistente é fato de que a Palestina se recusa a reconhecer Israel em qualquer demarcação de fronteira. 

    O primeiro-ministro israelense também saudou os esforços de Trump de desafiar o programa de mísseis balísticos iranianos. 

    Mais:

    Netanyahu chama o muro de Trump de ‘ótima ideia’
    Benjamin Netanyahu e Trump vão discutir assentamentos israelenses e acordo com Irã
    Primeiro-ministro israelense Netanyahu e presidente palestino Abbas parabenizam Trump
    Tags:
    assentamento, acordo de paz, conflito, Donald Trump, Benjamin Netanyahu, Palestina, Israel, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar