11:43 24 Junho 2018
Ouvir Rádio
    A vista para Damasco, Síria

    Refugiados sírios estão voltando para casa após sucesso russo contra o Estado Islâmico

    © AFP 2018 / LOUAI BESHARA
    Mundo
    URL curta
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)
    15281

    O senador russo, Dmitri Sablin, que recentemente visitou a Síria afirmou à mídia russa que o presidente sírio, Bashar Assad, relatou que milhares de terroristas estão fugindo do país e muitos refugiados voltando para casa.

    “Assad elogiou as ações das Forças Aeroespaciais russas na Síria. Ele disse que milhares de terroristas estão fugindo da Síria e os refugiados regressando”, disse Sablin.

    Recentemente, um grupo de parlamentares russos visitou a Síria. Durante a viagem, eles se encontraram com e com altas autoridades sírias. Uma série de questões, incluindo os laços bilaterais e a luta contra o terrorismo, foi discutida.

    Sablin disse ao jornal russo Izvestia que visitou a Síria em maio e desde então houve uma série de mudanças.

    “As pessoas na Síria agora discutem o seu futuro. Elas querem reconstruir o seu país. Estão andando com segurança pelas ruas de Damasco. Há restaurantes abertos. Antes do engajamento da Rússia era aterrorizante viver lá”, destacou o senador.

    Ele acrescentou que o governo sírio tem uma visão clara de como resolver a crise e normalizar a situação no país. Sablin afirmou que Assad prometeu que as empresas russas receberão os contratos mais vantajosos para reconstruir as regiões sírias que foram destruídas durante a guerra.

    O presidente disse que muitas empresas francesas e suíças estão procurando acordos para reconstruir as províncias sírias. Mas o governo quer oferecer os negócios mais lucrativos para a Rússia. Assad explicara, segundo Sablin, que algumas regiões da Síria estão prontas para serem reerguidas e que Damasco dará à Rússia “contratos no valor de centenas de bilhões de dólares”.

    Tema:
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)
    Tags:
    fuga, operações russas, ataques russos, terrorismo, reconstrução, vantajosos, contratos, casa, volta, deslocados, refugiados, Estado Islâmico, Dmitri Sablin, Bashar Assad, Damasco, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik