07:37 31 Março 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)
    16283
    Nos siga no

    Os investigadores russos estão trabalhando em um programa de computador que irá varrer as redes sociais para identificar recrutadores do Estado Islâmico.

    Os especialistas russos estão trabalhando para criar uma página em redes sociais de um potencial recrutador do Estado Islâmico. 

    A página será incorporada num programa de computador que examinará minuciosamente tais redes sociais como o Facebook, Twitter e a rede social russa VKontakte para revelar verdadeiros recrutadores do Estado Islâmico. 

    Os investigadores já pediram ajuda aos especialistas na área de religião e estudos árabes. Segundo o presidente do Centro de Estudos de Legitimidade e Protestos Políticos, Yevgeny Venediktov, que deu entrevista ao jornal Izvestia, estes investigadores, em conjunto com especialistas de serviços de IT, ajudarão a pesquisar páginas de caráter suspeito em redes sociais e identificar os seus endereços IP. 

    Todas as informações serão incorporadas no programa de computador “Demônio de Laplace” que já monitoriza as redes sociais para revelar grupos extremistas desde a primavera do ano em curso e prevenir apelos a tumultos em massa. 

     O nome de programa ecoa um experimento mental do matemático francês Pierre Simon Laplace e do seu protagonista, uma criatura racional inventada que conhece o local e velocidade de todos os átomos no Universo. 

    Aplicativo Demônio de Laplace
    Aplicativo Demônio de Laplace

    “Desde 2016 o programa começará a verificar detalhadamente em redes sociais a fim de detetar páginas que potencialmente podem pertencer a recrutadores do Estado Islâmico. Os especialistas do centro enviarão a tais usuários mensagens em árabe e, após receber uma resposta, realizarão uma perícia linguística” para verificar a sua veracidade, disse Venediktov.

    Segundo os investigadores, a um potencial recrutador será oferecido um link clicando no qual passará aos criadores do programa o seu IP, versão do seu sistema operacional, tipo de navegador e plug-ins instalados. Sabendo estes parâmetros, os especialistas podem obter pleno acesso ao computador do recrutador.

    Os especialistas buscarão tais sinais evidentes de recrutadores como citações erradamente interpretadas do Corão que podem ser identificadas pelos especialistas na área da religião. 

    Todavia, muitos peritos dizem que os investigadores devem se focar mais em fazer um retrato genérico da potencial vítima dos recrutadores, o que pode evitar que as vítimas subscrevam grupos terroristas em redes sociais. 

    “Temos de perceber por que razão a pessoa está aberta a ser recrutada ”, cita ao jornal Aleksei Filatov, vice-presidente da Associação Internacional dos Veteranos do Grupo Antiterrorista Alfa.

    Ele acrescentou que os especialistas devem pedir ajuda aos psicólogos e policiais para apoiar a prevenção do recrutamento pelo Estado Islâmico porque os recrutadores monitorizam constantemente potenciais vítimas e podem mudar os seus métodos.

    Tema:
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)
    Tags:
    software, recrutamento, terrorismo, Estado Islâmico, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar