14:11 11 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    0 330
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as principais notícias desta sexta-feira (30), marcada pela convocação dos ministros da Saúde de Bolsonaro à CPI da COVID, pelo crescimento da economia dos EUA no primeiro trimestre e novo adiamento das eleições palestinas.

    Brasil alcança marca de 400 mil mortos por COVID-19

    Nesta quinta-feira (29), o Brasil alcançou a triste marca de 400 mil mortos pela COVID-19. O país registrou mais 3.074 mortes e 69.079 casos de COVID-19, totalizando 401.417 óbitos e 14.592.886 diagnósticos da doença, informou consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa. Após rejeitar a importação da vacina russa, Sputnik V, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve enfrentar processo judicial impetrado pelo desenvolvedor do imunizante, que acusa a agência de "espalhar informações falsas e imprecisas intencionalmente". Os desenvolvedores negam que a vacina use vetores replicantes, como alega a Anvisa, e diz que o membro da agência, Gustavo Mendes, teria assumido o erro ao declarar que a Anvisa não realizou testes com a vacina russa. 

    Família enterra parente vítima da COVID-19, no cemitério Campo da Esperança, Brasília, 29 de abril de 2021
    © REUTERS / Ueslei Marcelino
    Família enterra parente vítima da COVID-19, no cemitério Campo da Esperança, Brasília, 29 de abril de 2021

    CPI da COVID convoca ministros da Saúde do governo Bolsonaro

    Nesta quinta-feira (29), a CPI da COVID aprovou a convocação dos ministros da Saúde do governo Jair Bolsonaro para prestarem depoimentos. O atual ministro, Marcelo Queiroga, e os ex-ministros Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello vão abrir os trabalhos da comissão. O diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, também foi convocado. Além disso, o Senado Federal aprovou projeto de lei que permite a quebra de patentes de medicamentos ligados ao combate ao novo coronavírus durante a pandemia. De acordo com o projeto, que tem o intuito de acelerar a produção de medicamentos essenciais, os detentores das patentes receberão 1,5% do preço líquido da venda dos medicamentos.

    Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, posa para foto com o Zé Gotinha, mascote das campanhas de vacinação brasileiras, em Campinas, 29 de abril de 2021
    © REUTERS / Amanda Perobelli
    Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, posa para foto com o Zé Gotinha, mascote das campanhas de vacinação brasileiras, em Campinas, 29 de abril de 2021

    PIB dos EUA cresce 6.4% no 1º trimestre

    A economia dos EUA cresceu 6.4% no primeiro trimestre de 2021, informou o Departamento de Comércio do país. A alta teria sido motivada sobretudo por alta no consumo das famílias entre janeiro e março, estimulado por repasses de recursos realizados pelo governo federal. Na semana passada, o Departamento do Trabalho havia publicado dados positivos de retomada do emprego no país e registrado queda no número de pedidos de seguro-desemprego. Por outro lado, existem indícios de aceleração inflacionária. A administração Biden aumentou os gastos do governo em 14% somente neste primeiro trimestre, o que teria estimulado a atividade econômica, disse o Departamento de Comércio. Além de pacote já aprovado de US$ 1,9 trilhão (cerca de R$ 10 trilhões) para combater a pandemia, Biden negocia a aprovação de US$ 4 trilhões (cerca de R$ 21 trilhões) em projetos de infraestrutura. O Fundo Monetário Internacional (FMI) projeta alta anual de 6.4% no PIB dos EUA em 2021.

    Norte-americanos voltam a frequentar eventos públicos com medidas de segurança, em Morrison, Colorado, 28 de abril de 2021
    © REUTERS / Alyson McClaran
    Norte-americanos voltam a frequentar eventos públicos com medidas de segurança, em Morrison, Colorado, 28 de abril de 2021

    Mais de 40 pessoas morrem pisoteadas durante celebração religiosa em Israel 

    Nesta sexta-feira (30), cerca de 44 pessoas morreram pisoteadas após queda de uma arquibancada gerar tumulto na cidade de Meron, no norte de Israel. De acordo com o ministro da Saúde do país, cerca de 150 pessoas feridas estão sendo atendidas no local. O incidente ocorreu em meio às celebrações do feriado judaico de Lag Baômer, no qual peregrinos visitam o túmulo do rabino Shimon bar Yochai, que seria o autor de "Zohar", obra fundamental da religião judaica. O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, prestou condolências, dizendo estar "orando pelo bem-estar das vítimas". O evento estaria preparado para receber cerca de dez mil pessoas, mas a imprensa local estima fluxo de 100 mil fiéis.

    Garotos olham escada coberta de lixo após incidente durante as comemorações do Lag Baômer, no monte de Meron, Israel, 30 de abril de 2021
    © REUTERS / Ronen Zvulun
    Garotos olham escada coberta de lixo após incidente durante as comemorações do Lag Baômer, no monte de Meron, Israel, 30 de abril de 2021

    Abbas adia eleições palestinas por falta de acesso a Jerusalém Oriental

    Nesta quinta-feira (29), o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, declarou que vai adiar as eleições gerais palestinas, dada a impossibilidade de organizar o pleito em Jerusalém Oriental. "Por causa da recusa israelense em deixar que os palestinos organizem eleições em Jerusalém, a liderança palestina decidiu adias as eleições inicialmente previstas para 22 de maio", disse Abbas. O grupo Hamas, que governa a Faixa de Gaza e participará do pleito, condenou a decisão de Abbas, classificando-a de violação dos acordos intra-palestinos firmados na capital do Egito, Cairo. "O movimento Hamas acredita que a decisão do presidente de adiar as eleições é incompatível com o consenso nacional e com o apoio popular. E vai contra o que nós tínhamos acordado no Cairo", declarou o grupo em declaração. Eleições parlamentares e presidenciais estavam previstas para serem celebradas entre maio e junho deste ano. As últimas eleições realizadas nos territórios palestinos foram em 2006.

    Palestinos protestam contra o adiamento das eleições parlamentares e presidenciais, na Cidade de Gaza, 29 de abril de 2021
    © REUTERS / Mohammed Salem
    Palestinos protestam contra o adiamento das eleições parlamentares e presidenciais, na Cidade de Gaza, 29 de abril de 2021

    Quirguistão e Tajiquistão montam grupo de trabalho após confrontos de fronteira

    Nesta sexta-feira (30), lideranças dos países centro-asiáticos, Quirguistão e Tajiquistão, acordaram a formação de um grupo de trabalho para a implementação de cessar-fogo na região fronteiriça entre os países. A decisão veio após confortos na fronteira deixarem pelo menos três soldados quirguizes mortos e 22 feridos. O Ministério das Relações Exteriores do Quirguistão declarou que o grupo será formado por autoridades de segurança para "criar as condições para estabilização". Os países contestam a demarcação de fronteira na região da cidade de Batken, onde pelo menos 150 pessoas ficaram feridas em função dos confrontos. Na quinta-feira (29), o Quirguistão propôs a implementação de um cessar-fogo, que foi aceito pelo Tajiquistão, que concordou em recuar as suas tropas.

    Soldados quirguizes usam roupas tradicionais durante parada militar em Bishkek, Quirguistão, 4 de março de 2021 (foto de arquivo)
    © REUTERS / Vladimir Pirogov
    Soldados quirguizes usam roupas tradicionais durante parada militar em Bishkek, Quirguistão, 4 de março de 2021 (foto de arquivo)

    Teerã recebe positivamente 'mudança de tom' da Arábia Saudita sobre relações bilaterais

    Nesta quinta-feira (29), o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Saeed Khatibzadeh, declarou que o país recebe positivamente a "mudança de tom" da Arábia Saudita, que poderá abrir caminho para uma melhora nas relações ente as duas potências regionais. "Ao apresentar propostas e iniciativas para o diálogo e cooperação no golfo Pérsico [...] a República Islâmica do Irã tem sido pioneira na busca por amizade e cooperação regional, por isso recebe bem a mudança de tom da Arábia Saudita". Os comentários foram feitos após o príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman, declarar que Riad gostaria de construir boas relações com Teerã. O porta-voz iraniano declarou que Irã e Arábia Saudita podem "atingir a paz regional" se adotarem "abordagem baseada no diálogo".

    Tags:
    Arábia Saudita, Irã, Fatah, Hamas, Palestina, Israel, Tadjiquistão, Quirguistão, Anvisa, Sputnik V, patentes, CPI, pandemia, EUA, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar