22:59 10 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Situação da COVID-19 em meados de abril no mundo (75)
    280
    Nos siga no

    A Dinamarca anunciou nesta quarta-feira (14) que retirou do programa nacional de imunização a vacina contra a COVID-19 desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford.

    Com a determinação do governo dinamarquês, o país se tornou o primeiro da Europa a abandonar o uso do imunizante da AstraZeneca. É válido ressaltar que o governo enfatizou que poderia voltar a "usar o imunizante em outro momento", a depender de novos estudos.

    Segundo as autoridades dinamarquesas, 2,4 milhões de doses serão retiradas das unidades de saúde. O uso dos imunizantes da Pfizer e Moderna será mantido, escreve a Reuters.

    A mudança ocorre uma semana após a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) afirmar ter encontrado uma possível ligação entre vacina da AstraZeneca e relatos de coágulos sanguíneos.

    Apesar disso, o órgão ressaltou que os casos são muito raros e considera que o balanço entre riscos e benefícios da vacina contra a COVID-19 permanece "positivo".

    Após o comunicado, países como Austrália, Itália, Espanha, Bélgica e Filipinas, recomendaram o uso da AstraZeneca apenas para idosos. Outros suspenderam a vacinação com o imunizante, até que mais informações estejam disponíveis.

    Os resultados das investigações sobre os coágulos sanguíneos associados ao AstraZeneca "mostraram efeitos colaterais reais e sérios", disse o chefe da agência de saúde dinamarquesa, Soren Brostrom. Em seguida, ele concluiu: "Portanto, optamos por continuar o programa de vacinação para todos os grupos sem esta vacina".

    Membro da equipe lida com vacinas da AstraZeneca contra a COVID-19 armazenadas no Centro de Vacinas da Região Hovedstaden, Copenhague, Dinamarca, 11 de fevereiro de 2021.
    © REUTERS / POOL
    Membro da equipe lida com vacinas da AstraZeneca contra a COVID-19 armazenadas no Centro de Vacinas da Região Hovedstaden, Copenhague, Dinamarca, 11 de fevereiro de 2021

    Tema:
    Situação da COVID-19 em meados de abril no mundo (75)

    Mais:

    Regulador europeu conclui que coágulos sanguíneos são efeitos colaterais raros da AstraZeneca
    França recomenda mistura de vacinas em meio a preocupações com AstraZeneca
    Paraguai suspende aplicação da vacina da AstraZeneca em pessoas com menos de 55 anos
    Tags:
    pandemia, COVID-19, vacina, Dinamarca
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar