09:17 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Situação da COVID-19 em meados de abril no mundo (75)
    0 30
    Nos siga no

    O imunologista-chefe dos EUA revelou que há semelhanças no surgimento de coágulos sanguíneos e baixo nível de plaquetas após vacinação com imunizantes da AstraZeneca e da Johnson & Johnson.

    O imunologista-chefe dos Estados Unidos, Anthony Fauci, afirmou que há semelhanças em casos de coágulos sanguíneos após vacinações com imunizantes da AstraZeneca e da Johnson & Johnson, em entrevista à emissora NBC.

    "Há algumas semelhanças fortíssimas sobre isso no que diz respeito ao tempo após vacinação, particularmente, a importância da síndrome clínica destes coágulos, juntamente com baixo nível de plaquetas, então há muitas semelhanças que não se pode deixar passar", disse Fauci.

    Na terça-feira (13), a Administração de Alimentos e Medicamentos e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA recomendaram parar o uso da vacina contra o novo coronavírus da Johnson & Johnson "por uma abundante precaução".

    A empresa norte-americana de farmacêuticos, utensílios médicos e produtos pessoais de higiene Johnson & Johnson emitiu um comunicado de imprensa, informando sobre decisão de adiar o uso de sua vacina contra a COVID-19 na Europa. A empresa revelou estar a par de alguns casos de detecção de coágulos sanguíneos após vacinação.

    Tema:
    Situação da COVID-19 em meados de abril no mundo (75)

    Mais:

    COVID-19 faz expectativa de vida cair de 77 para 75 anos no Brasil, aponta estudo
    Governo da Venezuela quer usar fundos congelados nos EUA para pagar por vacinas
    Regulador europeu conclui que coágulos sanguíneos são efeitos colaterais raros da AstraZeneca
    COVID-19: 650 mil hindus se aglomeram no Ganges durante celebração religiosa na Índia (FOTOS)
    Tags:
    COVID-19, novo coronavírus, vacina, sangue, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar