20:33 14 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Situação da COVID-19 em meados de abril no Brasil (74)
    5131
    Nos siga no

    O primeiro-ministro da França, Jean Castex, anunciou nesta terça-feira (13) a suspensão por tempo indeterminado de todos os voos que tenham como origem ou destino o Brasil.

    A França se tornou mais um país no continente europeu que baniu (por tempo indeterminado) voos com origem e para o Brasil. A decisão, explicou Jean Castex, acontece em razão da COVID-19.

    "Tomamos conhecimento que a situação está piorando e decidimos suspender todos os voos entre a França e o Brasil até segunda ordem", disse o primeiro-ministro, segundo informações da Rádio França Internacional.

    Ele explicou que viajantes brasileiros já precisavam apresentar um exame PCR negativo para o vírus antes do embarque e no desembarque. Além disso, quando chegassem na França, os turistas eram obrigados a respeitar uma quarentena de dez dias.

    Passageiros desembarcam no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, na França.
    © AP Photo / Kamil Zihnioglu
    Passageiros desembarcam no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, na França.

    Brasil na mira dos parlamentares franceses

    Vários importantes médicos franceses vinham pedindo há dias para que o governo do país suspendesse todo o tráfego aéreo com o Brasil. Há um temor especial com a variante P.1, que hoje toma território brasileiro, mais contagiosa e possivelmente mais letal que a versão do vírus responsável pelos surtos do ano passado.

    Há um mês, o ministro da Saúde da França, Olivier Verán, disse que cerca de 6% dos casos de COVID-19 no país eram causados pelas variantes brasileira e sul-africana.

    Nesta terça-feira (13), o deputado conservador Damien Abad fez um discurso duro contra o Brasil, alertando outros parlamentares sobre a necessidade do fechamento das fronteiras. Ele disse que é "útil e absolutamente necessário", principalmente no momento em que especialistas da França alertam sobre a gravidade da pandemia no Brasil    

    Vale lembrar que a variante que predomina em território francês é a cepa britânica B.1.1.7, que sobrecarrega os hospitais de Paris e de outras cidades.

    Pedestres caminham por rua de Paris em meio ao surto do novo coronavírus na França, em 20 de março de 2020
    © AFP 2021 / ALAIN JOCARD
    Pedestres caminham por rua de Paris em meio ao surto do novo coronavírus na França, em 20 de março de 2020

    Tema:
    Situação da COVID-19 em meados de abril no Brasil (74)

    Mais:

    Política externa de 'país pária' pode custar caro ao Brasil no futuro, alerta professor
    Com Brasil ausente, cúpula em Paris discute preservação da biodiversidade
    Retorno dos EUA ao Acordo de Paris aumentará pressão sobre o Brasil, opina analista
    Tags:
    pandemia, voos, aeroporto, Brasil, COVID-19, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar