20:21 14 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    1827
    Nos siga no

    Na sexta-feira (9), um funcionário no Ministério das Relações Exteriores da Turquia revelou que dois navios de guerra dos EUA passarão pelo estreito do Bósforo em direção ao mar Negro em 14 e 15 de abril.

    A fonte na chancelaria turca afirmou à Sputnik que as duas embarcações militares norte-americanas, após passarem pelo Bósforo, ficarão no mar Negro até 4 de maio.

    "Segundo os dados obtidos do lado norte-americano, os dois navios deverão entrar no mar Negro sucessivamente em 14 e 15 de abril e voltarão em 4 e 5 de maio", informou a fonte no Ministério das Relações Exteriores.

    Segundo a Convenção de Montreux, os Estados Unidos são obrigados a informar a Turquia sobre a passagem de seus navios militares pelo estreito do Bósforo e de Dardanelos.

    A Convenção de Montreux sobre o Regime dos Estreitos, assinada em 1936, garante a livre passagem de embarcações mercantes em tempos de paz e restringe a passagem de navios militares que não pertençam a estados ribeirinhos do mar Negro. Neste último caso, os navios de guerra só podem permanecer em águas do mar Negro 21 dias, possuindo restrições de classe e tonelagem.

    Anteriormente, a emissora CNN citando fontes militares revelou que os EUA estão ponderando a possibilidade de enviar dois navios ao mar Negro nas próximas duas semanas devido ao alegado "aumento da atividade militar russa" na fronteira com a Ucrânia. Segundo a lei, os EUA devem informar a Turquia sobre suas intenções 14 dias antes de enviar as embarcações.

    Mais:

    EUA a aliados: regresso de Washington ao Tratado de Céus Abertos enviaria 'mensagem errada' à Rússia
    Entre mares Negro e de Mármara: Erdogan confirma construção de canal Istambul a ser lançada em breve
    Rússia diz que dará resposta adequada a maior presença da OTAN no mar Negro
    Rússia diz que atividades militares dos EUA no Ártico contribuem para escalada de tensões na região
    Tags:
    Estreito de Bósforo, navio, mar Negro, EUA, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar