18:07 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1718
    Nos siga no

    Teerã confirmou hoje (7) que um navio mercante iraniano foi atacado no mar Vermelho. O navio ficou parcialmente danificado, informou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Saeed Khatibzadeh.

    O Irã confirmou a ocorrência de uma explosão a bordo de seu navio de carga Saviz no mar Vermelho.

    "Um navio mercante iraniano foi parcialmente danificado perto da costa de Djibuti na terça-feira (6) por volta das 06h00 da manhã, horário local, como resultado de uma explosão, cuja origem está sendo determinada", disse o porta-voz.

    O navio não é militar, a explosão não fez vítimas, afirmou Khatibzadeh.

    Ontem, 6 de abril, Israel informou os Estados Unidos de que as suas forças atacaram o navio iraniano Saviz no mar Vermelho, informou o jornal The New York Times. A ação israelense teria sido uma resposta a anteriores ataques iranianos contra embarcações de Israel, informou a mídia.

    Jessica L. McNulty, porta-voz do Pentágono, confirmou que os Estados Unidos tiveram conhecimento do incidente com o navio Saviz, mas desmentiu um possível envolvimento das forças norte-americanas na ação.

    Além disso, a mídia iraniana informou que a embarcação foi atacada por um tipo de mina chamado lampet, que usa ímãs para se fixar aos alvos.

    O navio Saviz foi construído em 1999 e seu porto de origem é Bandar Abbas. O navio estaria ancorado no mar Vermelho desde 2016. Oficialmente o navio é considerado uma embarcação de carga.

    Mais:

    Irã anuncia início de testes da centrífuga de última geração IR-9 para enriquecer urânio
    Terroristas realizam 30 ataques na zona de desescalada de Idlib
    Irã regressará aos compromissos do acordo nuclear assim que EUA o fizerem, diz Rouhani
    EUA pedem conselhos a Israel após último ataque ao Capitólio, diz mídia
    Suspensão de sanções anti-iranianas pelos EUA é 1º passo para restaurar JCPOA, diz Irã
    Tags:
    Irã, Israel, EUA, navio, explosão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar