09:34 05 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    627
    Nos siga no

    Na noite de terça-feira (30), duas pessoas foram acusadas na Itália de eventual espionagem a favor da Rússia, informaram carabineiros da Gendarmaria italiana.

    Foi detalhado que um dos suspeitos é um oficial russo, funcionário da Embaixada da Rússia em Roma, e o outro é capitão da Marinha italiana.

    "A operação foi realizada durante um encontro secreto entre eles logo depois de transferência de documentos secretos pelo oficial italiano em troca de dinheiro", diz o comunicado da Gendarmaria italiana.

    O italiano foi preso, enquanto a punição em relação ao russo por causa de seu status diplomático ainda não foi escolhida.

    A investigação foi realizada com participação da Agência de Informação e Segurança Interna (AISI) e o Estado-Maior do Ministério da Defesa da Itália.

    Após detenção do diplomata russo, o Ministério das Relações Exteriores da Itália convocou o embaixador russo em Roma, confirmou à Sputnik um representante do MRE russo, adicionando que detalhes estão por vir.

    Posteriormente, o Ministério das Relações Exteriores da Itália informou que a secretária-geral do MRE italiano, Elisabetta Belloni, convocou o embaixador Sergei Razov sob a ordem do chanceler italiano, Luigi Di Maio.

    Mais tarde a embaixada russa detalhou que Itália declarou dois funcionários do escritório do adido militar como personae non grata.

    Mais:

    Rússia enviará pesquisadores à Itália para estudos de laboratório com a Sputnik V
    Encontradas 29 milhões de doses da vacina AstraZeneca escondidas na Itália
    Premiê da Itália quer Sputnik V no país mesmo sem autorização da Comissão Europeia
    Tags:
    Itália, espionagem, acusação, Rússia, diplomata
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar