00:14 22 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Coronavírus no mundo no final de fevereiro de 2021 (71)
    133
    Nos siga no

    A proposta de introduzir certificados de vacinação surgiu como uma ideia que poderia facilitar as viagens entre os países do bloco em condições de violenta pandemia de coronavírus.

    A chanceler alemã, Angela Merkel, disse nesta quinta-feira (25) que os líderes da União Europeia concordaram com a necessidade de introdução dos certificados de vacinação contra o coronavírus, lembrando que o bloco precisará de três meses para prepará-los.

    "Todos concordaram que precisamos de um certificado de vacinação digital", disse Merkel durante coletiva de imprensa.

    Passageiro usando máscara em aeroporto de Madri (foto de arquivo)
    © Sputnik / Sergei Pivovarov
    Passageiro usando máscara em aeroporto de Madri (foto de arquivo)

    Segundo a chanceler, esses certificados serão inicialmente desenvolvidos por cada país-membro, sendo posteriormente "compatíveis" pela Comissão Europeia para que possam ser utilizados em qualquer país da União Europeia.

    "Isso, junto com informações adicionais sobre os cidadãos, tornará possível viajar dentro do bloco e também poderá permitir que cidadãos de outros países cheguem à UE", observou Merkel.

    O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, por sua vez, afirmou que a prioridade do atual bloco é acelerar a produção e a entrega das vacinas em toda a União Europeia.

    "Isso inclui trabalhar com a indústria para aumentar a produção. E queremos mais previsibilidade e transparência das empresas farmacêuticas", destacou.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no final de fevereiro de 2021 (71)

    Mais:

    AstraZeneca entregará menos de 50% das doses prometidas à UE no 2º trimestre
    Catalunha pressiona UE para adquirir a vacina Sputnik V contra a COVID-19
    Quais são as peculiaridades da vacinação dos recuperados da COVID-19?
    Tags:
    Alemanha, União Europeia, vacinação, COVID-19, pandemia, Angela Merkel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar