14:40 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 57
    Nos siga no

    As autoridades italianas de proteção de dados disseram nesta sexta-feira (22) que seria imposto um bloqueio imediato ao acesso do TikTok aos dados de usuários cuja idade não tenha sido verificada.

    O bloqueio foi decretado pelo menos até o dia 15 de fevereiro, quando serão feitas novas avaliações. A autoridade judicial da Itália justificou a medida pela "urgência" dos últimos acontecimentos, em que uma menina de 10 anos na Sicília faleceu ao participar de um desafio chamado "apagão" enquanto usava a rede social.

    O "desafio" foi criticado e desencorajado por autoridades médicas depois que jovens começaram a se sufocar na frente das câmeras por restringir o oxigênio ao cérebro. Associações de proteção à criança fizeram críticas contundentes às empresas de mídia social que permitem que esse conteúdo se espalhe em suas plataformas.

    Um porta-voz da TikTok refutou as acusações pela responsabilidade do incidente. Em um comunicado, a empresa disse: "Não permitimos qualquer conteúdo que incentive, promova ou glorifique um comportamento que possa ser perigoso".

    A Justiça italiana observou que havia avisado a TikTok, em dezembro, sobre uma série de violações da empresa, incluindo pouca atenção à proteção de menores, a facilidade com que usuários menores de 13 anos podiam se inscrever na plataforma, a falta de transparência nas informações fornecidas aos usuários e no uso de configurações automáticas que não respeitassem a privacidade.

    Foram cobradas respostas, mas empresa não se pronunciou. Ao emitir sua sentença nesta sexta-feira (22), a autoridade escreveu: "Enquanto se aguarda a resposta solicitada, a autoridade decidiu uma intervenção hoje [22] a fim de garantir proteção imediata aos menores inscritos na rede presentes na Itália".

    A ordem de bloqueio será levada ao conhecimento das autoridades irlandesas, tendo em conta que recentemente a TikTok anunciou que instalou a sua fábrica principal na Irlanda, escreve o jornal La Repubblica.

    Logotipo do TikTok
    © AP Photo / Anjum Naveed
    Logotipo do TikTok

    Mais:

    Rival do TikTok se aproveita de tensões entre Washington e Pequim para crescer nos EUA
    EUA concedem novo prazo para que TikTok venda sua participação no país
    Itália processará Pfizer por atraso no fornecimento da vacina contra COVID-19, diz ministro
    Tags:
    morte, China, TikTok, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar