13:36 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    270
    Nos siga no

    A Almaz-Antey, estatal russa da indústria de armamentos, negou a acusação do Ministério Público holandês de que a empresa não havia enviado resposta a um pedido de nomeação de especialistas para a investigação sobre a queda de um Boeing 777 na Ucrânia em 2014.

    Em nota enviada à Sputnik, a companhia afirmou que enviou, sim, todas as informações referentes à assistência legal solicitada pelas autoridades holandesas, tendo recebido, inclusive, uma confirmação por parte das mesmas.

    "A Almaz-Antey nega a declaração do escritório do procurador holandês de que o consórcio não enviou uma resposta como parte da investigação sobre a queda do MH17 em julho de 2014. Em 4 de setembro, um e-mail foi enviado ao juiz da investigação na Holanda em resposta a um pedido de assistência jurídica com informações sobre a nomeação de nossos peritos em investigação, e, em 21 de setembro, foi recebida a confirmação do juiz de instrução sobre o recebimento de nossa carta e o estabelecimento de contatos", disse a empresa.

    No início das audiências nesta quinta-feira (12), a promotora holandesa Manon Ridderbeks disse que o juiz investigador ainda não havia nomeado especialistas da Almaz-Antey para investigar o caso MH17, já que a parte russa não havia respondido ao seu pedido.

    Em 17 de julho de 2014, o voo MH17, da Malaysia Airlines, foi interrompido abruptamente devido a uma queda misteriosa na região de Donetsk, no leste da Ucrânia. O avião, que fazia o trajeto entre Amsterdã a Kuala Lumpur, levava quase 300 pessoas a bordo. Não houve sobreviventes.

    Mais:

    Rússia: afirmações holandesas de que Moscou tenta 'ajustar' provas no caso do voo MH17 são mentira
    Países Baixos vão abrir ação judicial contra Rússia em relação à queda do MH17
    'Ações hostis holandesas': MRE russo anuncia interrupção das consultas sobre queda do voo MH17
    Tags:
    investigação, queda, voo, avião, estatal, Malaysia Airlines, MH17, Boeing, Almaz-Antey, Rússia, Países Baixos, Holanda
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar