06:04 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 0 0
    Nos siga no

    A Guarda-Costeira da Itália resgatou neste sábado (29) 49 imigrantes de um barco financiado pelo artista britânico Banksy, que estava à deriva no Mediterrâneo com mais de 200 pessoas a bordo. 

    Segundo as primeiras informações, 49 pessoas, avaliadas como as mais vulneráveis, foram retiradas da embarcação. O barco tinha emitido um sinal de alerta e aguardava socorro após ter resgatado 130 imigrantes de um bote, que se somaram a outros que já estavam a bordo. 

    A tripulação do barco Louise Michel, de 31 metros e com bandeira alemã, informou que ele tinha ficado superlotado e não conseguia se movimentar, por isso o pedido de ajuda. Ao todo, a embarcação estava com 219 imigrantes a bordo, resgatados desde terça-feira (25) na costa da Líbia. 

    "Em função do perigo da situação, a Guarda Costeira enviou um barco-patrulha para Lampedusa, que recolheu 49 pessoas consideradas mais frágeis: 32 mulheres, 13 crianças e quatro homens", disse a Guarda Costeira por meio de comunicado, segundo a agência AFP. 

    Imigrantes foram transferidos para outra embarcação

    Os 49 imigrantes foram transferidos para um navio fretado pela ONG alemã Sea Watch e pela organização Médico Sem Fronteiras, que procura um porto para desembarcar. 

    Segundo relatos de imigrantes resgatados, o combustível do bote no qual estavam tinha acabado. Após passarem vários dias no mar à deriva, três pessoas tinham morrido antes do Louise Michel os encontrar. 

    Em vídeo postado nas redes sociais, Banksy, artista que mantém sua identidade em segredo, disse que tinha comprado o barco, que começou a operar na semana passada, para ajudar imigrantes "pois as autoridades da União Europeia deliberadamente ignoram pedidos de socorro de quem não é europeu". 

    Mais:

    Em Madrid, protesto de imigrantes africanos reúne milhares contra o racismo
    Pandemia agrava situação de fome em Portugal, com brasileiros na liderança entre os imigrantes
    Premiê da Hungria compara imigrantes a 'bomba biológica' por risco de contágio do coronavírus
    Banksy oferece obras exclusivas para quem votar contra o Partido Conservador britânico
    Tags:
    Itália, Líbia, UE, Europa, imigrantes, Mediterrâneo, Banksy
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar