14:26 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez.

    Sem coalizão para formar governo, Espanha terá sua 4ª eleição em quatro anos

    © AP Photo / Bernat Armangue
    Europa
    URL curta
    131
    Nos siga no

    A Espanha realizará sua quarta eleição em quatro anos em novembro de 2019 após o primeiro-ministro interino, Pedro Sánchez, não conseguir formar maioria no Parlamento.

    "A Espanha deve realizar novas eleições em 10 de novembro", disse Sánchez em entrevista coletiva nesta terça-feira (17) após o Rei Felipe VI emitir comunicado constatando não haver sido formada uma maioria absoluta no Parlamento.

    Os socialistas de Sánchez venceram as eleições gerais de abril, mas conseguiram apenas 123 dos 350 assentos do Parlamento. Desse modo, eles precisavam formar uma coalizão no profundamente fragmentado cenário político espanhol para formar um governo. 

    Sánchez tinha até segunda-feira para ser confirmado pelo Parlamento ou então novas eleições seriam automaticamente convocadas para 10 de novembro, mas suas conversas com outros partidos para tentar obter apoio foram infrutíferas.

    A Espanha, a quarta maior economia da zona do euro, está dominada pela instabilidade política desde que as eleições de dezembro de 2015 encerraram o sistema tradicional de dois partidos com o surgimento dos partidos Podemos e Ciudadanos.

    Mais:

    União Europeia e Vietnã assinam acordo de livre comércio
    Tensão entre Irã e Estados Unidos: União Europeia afirma apoiar mediação do Iraque
    União Europeia aprova sanções contra a Turquia após impasse no Chipre
    Comissão Europeia: ratificação do acordo entre União Europeia e Mercosul depende das ações do Brasil
    Com aliado de Bolsonaro fora do governo, Itália quer se reaproximar da União Europeia
    Tags:
    Pedro Sánchez, Espanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar