09:44 13 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    440
    Nos siga no

    Kiev não receberá de Washington armas letais, disse o presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko, comentando o encontro a portas fechadas com o presidente norte-americano Donald Trump.

    "Não recebemos nada de ninguém no mundo, não recebemos armas letais algumas. Entretanto, obtivemos compromissos firmes dos nossos parceiros nos EUA, não estamos falando dos sistemas Javelin [lançadores de mísseis antitanque norte-americanos], estamos falando de meios para guerra eletrônica, para tornar as ações das minhas forças armadas mais eficazes", disse ele durante uma entrevista à Fox Business.

    Poroshenko chamou as conversações com Trump de "muito produtivas" e declarou que a própria Ucrânia produz "mísseis antitanque muito eficazes".

    Tanque ucraniano T-64 durante a Parada militar em homenagem do Dia da Independência da Ucrânia (foto de arquivo)
    © Sputnik / Assessoria de imprensa do presidente da Ucrânia
    Na terça-feira (19), Poroshenko disse que o Senado dos EUA aprovou a alocação de 500 milhões de dólares (R$ 1,57 bilhões) a Kiev para garantir segurança e defesa da Ucrânia. Ele sublinhou que o projeto de lei prevê o fornecimento à Ucrânia de armas letais defensivas. Entretanto, Washington não confirmou oficialmente essa informação.

    Moscou, por sua vez, se expressou repetidamente contra o fornecimento de armamentos a Kiev que, segundo as autoridades russas, apenas agravariam o conflito em Donbass. A maioria dos políticos europeus também é contra o fornecimento de armas a Kiev.

    Mais:

    Opinião: armar Ucrânia seria um grave erro por parte dos EUA
    Qual é maior obstáculo para entrega de armas letais à Ucrânia? Diplomata dos EUA responde
    Tags:
    defesa, mísseis, armas letais, Javelin, Pyotr Poroshenko, EUA, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar