16:28 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    4410
    Nos siga no

    O presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, comunicou que o Senado estadunidense aprovou alocação de US$ 500 milhões para garantir segurança e defesa de seu país.

    De acordo com o presidente, que fez uma respectiva postagem no Facebook, o projeto de lei prevê "entregas de armas letais de caráter defensivo" a Kiev.

    "Pela primeira vez, a nível legislativo, foi proposto fornecimento à Ucrânia de tais armas defensivas: radares para sistemas de defesa antiaérea e patrulhamento da superfície marítima, armamentos antiminas, navios costeiros e de segurança costeira", afirmou Poroshenko.

    Ademais, militares feridos ucranianos poderão ser reabilitados em instituições médicas nos EUA a custo do orçamento estadunidense.

    Enquanto isso, ontem (18) o Senado norte-americano aprovou o projeto orçamentário de defesa para o ano de 2018 no valor de US$ 692 bilhões (R$ 2,2 trilhões). No que se trata da Ucrânia, está previsto investimento de US$ 150 milhões (R$ 470 milhões). Vale destacar que no ano passado foram investidos US$ 350 milhões no país europeu, ou seja, um pouco mais de 1 bilhão de reais.

    Ao mesmo tempo, neste ano apenas US$ 75 milhões (R$ 235 milhões) estão disponíveis, enquanto o resto só pode ser usado após autorização especial dos senadores dos EUA.

    Além disso, o projeto de lei promete ajudar a Ucrânia a reforçar sua cibersegurança, mas não apresenta compromisso concreto algum por parte norte-americana.

    Mais:

    Fornecimento de armas dos EUA a Kiev pode provocar escalada da crise em Donbass
    Especialista sobre parada em Kiev: Pentágono realizou inspeção ao exército ucraniano
    Especialista: Kiev costuma encarregar seus sabotadores de missões 'idiotas'
    Tags:
    entregas, armas letais, Senado dos EUA, Pyotr Poroshenko, EUA, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar