07:11 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    3150
    Nos siga no

    De acordo com os dados do Departamento do Tesouro dos EUA publicados nesta sexta-feira (16), o déficit orçamentário no ano fiscal de 2020 (de 1º de outubro de 2019 a 30 de setembro de 2020) atingiu um recorde de US$ 3,1 trilhões (R$ 17,38 trilhões).

    Este valor é três vezes superior ao estimado pela Casa Branca há apenas oito meses, em fevereiro passado, relata Bloomberg.

    No que diz respeito ao volume global da economia, esta perda é a maior nos últimos 75 anos, desde a Segunda Guerra Mundial.

    No final do ano fiscal o aumento agravou o déficit relativamente ao Produto Interno Bruto para 16%. Uma situação que ultrapassa os valores da última crise financeira em 2009, quando essa proporção se aproximou dos 10% do PIB.

    Devido à série de compensações promulgadas pelo governo dos EUA para combater os efeitos do coronavírus, as despesas federais aumentaram 47,3 % no recente ano fiscal, chegando a um total de US$ 6,55 trilhões (R$ 36,73 trilhões).

    Neste contexto, os especialistas consideram que a dívida continuará aumentando nos próximos 30 anos. Segundo estimativa a longo prazo do Escritório de Orçamento do Congresso, a dívida federal em 2050 pode atingir 195% do PIB.

    Mais:

    Pandemia estaria debilitando o 'todo poderoso' dólar e economia dos EUA
    China poderá se livrar de títulos do Tesouro dos EUA em meio a tensões com Washington, diz jornal
    Dívida federal dos EUA vai ultrapassar PIB do país, diz fiscalizadora norte-americana
    Tags:
    Departamento do Tesouro, PIB, EUA, novo coronavírus, crise econômica
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar