15:14 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    Coronavírus no mundo no fim de setembro (49)
    140
    Nos siga no

    O Grupo dos Sete (G7) anunciou hoje (25) que estenderá o congelamento da dívida para os países mais pobres do mundo até o final do ano, a fim de ajudá-los a lidar com a pandemia do novo coronavírus.

    "Para apoiar nossos esforços de ajuda aos países mais vulneráveis, estamos implementando a Iniciativa de Suspensão do Serviço da Dívida do G20-Clube de Paris (DSSI) para suspender os pagamentos oficiais de dívida bilateral para os países mais pobres até o final de 2020", disseram os ministros das finanças do grupo em um comunicado divulgado através do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos

    De acordo com o G7, a crise desencadeada pelo surto da COVID-19 interrompeu significativamente o crescimento global e exigiu esforços extraordinários de política fiscal, exacerbando as vulnerabilidades da dívida existente em muitos países de baixa renda. O grupo diz reconhecer que esse alívio de liquidez pode não ser suficiente para alguns países e, por esse motivo, propõe o "desenvolvimento de um quadro comum para futuros tratamentos da dívida", a ser debatido no encontro dos ministros das finanças e presidentes dos bancos centrais do G20 no mês que vem. 

    ​"Solicitamos ao FMI e ao Banco Mundial que atualizem regularmente as avaliações das necessidades de financiamento dos países de baixa renda em resposta à evolução das circunstâncias com o impacto da pandemia e proponham formas para os países cobrirem as lacunas de financiamento esperadas, inclusive por meio de instrumentos para alavancar o acesso às finanças privadas."

    Tema:
    Coronavírus no mundo no fim de setembro (49)

    Mais:

    Como recuperação econômica da China pode ajudar a tirar o mundo da recessão?
    Economia canadense tem contração de quase 40% no segundo trimestre
    Ministério da Economia calcula rombo de R$ 861 bilhões nas contas do governo brasileiro em 2020
    Brasil é país que melhor combateu efeitos econômicos da pandemia, segundo Bolsonaro
    Tags:
    Banco Mundial, FMI, novo coronavírus, países pobres, Clube de Paris, G20, G7, COVID-19, crise, dívida, finanças
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar