03:49 30 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 e o mundo no início de maio (100)
    2112
    Nos siga no

    O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, afirmou neste domingo (10) que os números do desemprego "provavelmente irão piorar antes de melhorar".

    Ainda assim, acrescentou Mnuchin em entrevista à Fox News, o maior risco é deixar as empresas fechadas e não permitir que os estados autorizem a reabertura de alguns empreendimentos. 

    A maior parte dos Estados dos EUA começa a afrouxar suas restrições às empresas depois de paradas prolongadas destinadas a retardar a propagação do novo coronavírus, informa a agência de notícias Associated Press. O secretário do Tesouro dos EUA afirmou que se as reaberturas não forem permitidas, danos permanentes serão infligidos na economia. 

    Outros 3,2 milhões de trabalhadores norte-americanos solicitaram seguro-desemprego na semana passada, elevando o total nas últimas sete semanas para 33,5 milhões de solicitações de seguro-desemprego no país.

    Mnuchin diz que o aumento no número de testes e a perspectiva de melhores tratamentos darão às empresas e trabalhadores a confiança para reabrir de maneira cuidadosa.

    "Você terá um segundo trimestre muito, muito ruim. E então eu acho que você verá uma retomada modesta", afirmou Mnuchin.
    Tema:
    Pandemia da COVID-19 e o mundo no início de maio (100)

    Mais:

    Tropas dos EUA 'devem ser expulsas' do território iraquiano, diz alto clérigo do país
    Exército dos EUA está retirando 2 sistemas de mísseis Patriot do Oriente Médio, diz fonte
    Marinha dos EUA pede a Pequim para cessar 'bullying' de outros países no mar do Sul da China
    Embaixador da Rússia nos EUA destaca papel da URSS na derrota do nazismo
    Tags:
    pandemia, desemprego, EUA, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar