18:38 11 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Notas de mil rublos em processo de fabricação na Rússia

    Retorno do rublo: mídia alemã explica por que a moeda voltou para o radar dos investidores

    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    Economia
    URL curta
    6231
    Nos siga no

    A Rússia melhorou a sua posição financeira e o rublo mantém a sua estabilidade, independente de turbulências políticas. Mídia alemã reporta retorno do interesse dos investidores pela moeda, que resiste às sanções e variações no preço do petróleo.

    Nesta quarta-feira (30), a revista alemã Focus publicou um artigo intitulado "Após sanções e choques no preço do petróleo: veja por que o rublo está voltando", que examina as razões por trás do aumento do interesse dos investidores pela moeda russa.

    O material aponta que, após desvalorização da moeda, motivada pela imposição das primeiras sanções e queda nos preços do petróleo, o rublo se fortaleceu em relação ao dólar e ao euro e se tornou uma das moedas mais fortes dos mercados emergentes em 2019.

    O artigo também nota que não é só a moeda, mas também os títulos da dívida pública russa são considerados confiáveis pelos investidores internacionais.

    A nota de crédito da agência de rating Fitch para a Rússia é a mesma da China e da Índia: BBB. O Brasil permanece cotado como BB- , a sua menor notação desde 2005.

    A economia russa apresenta bons índices macroeconômicos, como baixa inflação, equilíbrio no balanço de pagamentos e reservas internacionais
    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    A economia russa apresenta bons índices macroeconômicos, como baixa inflação, equilíbrio no balanço de pagamentos e reservas internacionais

    A revista Forbes lembra que Moscou tem mostrado forte disciplina fiscal e rígido controle de gastos: sua relação dívida/PIB é de cerca de 20%. Para fins de comparação, em 2018, a relação dívida/PIB da França era de cerca de 98% e a dos EUA, cerca de 106%.

    Ademais, a Rússia mantém uma das maiores reservas internacionais (ouro e divisas) dos mercados emergentes, totalizando 124,14 bilhões de dólares, o equivalente a 7% do PIB russo.

    Os analistas do banco suíço UBS, por sua vez, caracterizam a moeda russa como "muito interessante para investimentos", uma vez que o país apresenta bons índices macroeconômicos: baixa inflação, equilíbrio no balanço de pagamentos e reservas em ouro acumuladas graças à sóbria política fiscal.

    Mais:

    Rússia e China estão reforçando laços econômicos 'a um ritmo impressionante'
    Economia baseada no petróleo? Exportações não energéticas da Rússia atingem nível recorde
    Putin: Rússia deve responder sanções melhorando sua economia
    Tags:
    investimentos, macroeconomia, moeda, rublo, países emergentes, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar