03:08 18 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    Coronavírus no mundo no final de setembro de 2021 (12)
    261
    Nos siga no

    A empresa de defesa Lockheed Martin entregará aos EUA menos caças F-35 do que o planejado devido à pandemia da COVID-19, segundo a agência Bloomberg.

    Inicialmente, a empresa deveria entregar ao Pentágono em 2022 de 158 a 163 caças. No entanto, na segunda-feira (27) a Lockheed Martin informou que produzirá apenas de 151 a 153 aviões no próximo ano e a partir de 2023 e "no futuro próximo" pretende entregar 156 a cada ano.

    A mudança do volume de entregas "assegura a previsibilidade e estabilidade do processo de produção, enquanto a indústria recupera o défice de aviões causado pela pandemia da COVID-19 no ano passado", conforme a mídia.

    Neste ano, a empresa, que é o maior empreiteiro dos EUA, planeja entregar até 139 caças F-35. A pandemia causou limitações de fabricação e perturbações nas cadeias de suprimentos, de acordo com um analista de Bloomberg.

    Segundo um relatório do Gabinete de Contabilidade do Governo dos EUA, publicado em julho, durante este ano a Lockheed Martin entregou os caças com atraso. Por isso, a entidade concluiu que provavelmente os EUA não receberão os 158 caças F-35 planejados. No entanto, o relatório afirma que em 2022 o número de aviões entregados aumentará.

    O F-35 entrou em serviço em 2015 com muitos anos de atraso. Espera-se que o F-35 seja o caça principal dos EUA e seus aliados até meados do século. A criação do avião custou US$ 1,4 trilhão (R$ 7,55 trilhões), sendo o avião militar mais caro na história.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no final de setembro de 2021 (12)

    Mais:

    Mídia revela vontade dos EUA de usar bases militares da Rússia na Ásia Central
    Coreia do Norte lança míssil de cruzeiro no mar do Japão antes de seu discurso na ONU
    EUA preparam documentos para impor sanções à Índia pela compra dos S-400 russos, diz parlamentar
    Premiê australiano reconhece que seus futuros submarinos podem ameaçar China
    Tags:
    EUA, F-35, avião, caça, Defesa, Lockheed Martin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar