09:33 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Coronavírus no mundo no final de setembro de 2021 (12)
    2109
    Nos siga no

    O presidente da comissão para COVID-19 da revista The Lancet e professor da Universidade da Columbia, Jeffrey Sachs, dissolveu um grupo de trabalho independente que era encarregado de estudar a origem da COVID-19.

    De acordo com o jornal The Wall Street Journal, Jeffrey Sachs teria dissolvido o grupo por um possível conflito de interesses.

    Sachs tomou a decisão preocupado pelas relações do grupo com a organização EcoHealth Alliance, cujo presidente se opõe à teoria de que o novo coronavírus tenha escapado de um laboratório.

    "Simplesmente não queria um grupo de trabalho que tivesse uma relação tão clara com um dos principais pontos deste estudo de origem, que era a EcoHealth Alliance", indicou Sachs.

    Observa-se que a EcoHealth Alliance, organização sem fins lucrativos com sede em Nova York, havia utilizado fundos norte-americanos para investigar os coronavírus em morcegos junto com o Instituto de Virologia de Wuhan.

    O presidente da organização, Peter Daszak, liderou o grupo científico até junho. Além disso, diversos membros do grupo cooperaram com Daszak, assim como com a EcoHealth Alliance.

    De acordo com The Wall Street Journal, depois que Daszak visitou a cidade de Wuhan, onde ocorreu o primeiro surto do coronavírus no mundo, com a missão da Organização Mundial da Saúde (OMS) para investigar a procedência do coronavírus, a OMS emitiu um relatório classificando como "muito pouco provável" a fuga do patógeno de um laboratório.

    A OMS enviou diversas missões de investigação a Wuhan e publicou um relatório completo em março.

    Os EUA e vários outros países emitiram uma declaração conjunta que impulsiona dúvidas sobre a exatidão do relatório da OMS e pediram uma investigação "transparente e independente" sobre as origens da COVID-19.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no final de setembro de 2021 (12)

    Mais:

    Virologista australiana que trabalhava em Wuhan não descarta vazamento do SARS-CoV-2, diz Bloomberg
    Novo estudo afirma provar origem da COVID-19 em laboratório de Wuhan
    Funcionário da OMS ligado ao laboratório de Wuhan agradece Fauci por negar vazamento do vírus
    Tags:
    estudo, estudos, pesquisa, pesquisas, COVID-19, novo coronavírus, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar