05:42 30 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    151892
    Nos siga no

    O FSB publicou vídeo com conversações em que mostra o alerta feito a equipe britânica do destróier que violou a fronteira nacional russa antes de atirar contra.

    Nesta quinta-feira (24), o Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) publicou vídeo no qual mostra as conversas realizadas com a equipe britânica do destróier HMS Defender, que invadiu a fronteira nacional russa na quarta-feira (23), antes de atirar contra o navio.

    Na ocasião, o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, afirmou que Moscou ficou indignada com o comportamento do lado britânico e antes de enviar o alerta com bombardeiros, alertou a tripulação do navio que as consequências de tais ações poderiam ser graves.

    Ryabkov disse que "se os colegas não entenderem" o que são as fronteiras da Federação da Rússia, "podemos bombardear".

    "Podemos apelar ao bom senso, exigir respeito pelo direito internacional e, se isso não funcionar, podemos bombardear", disse ele logo após a entrada do destróier em território russo.

    A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, qualificou o incidente como uma provocação. A embaixadora do Reino Unido em Moscou, Deborah Bronnert, foi convocada à chancelaria russa por causa do incidente.

    Mais:

    Rússia monitora ações de 2 navios de guerra da OTAN após entrarem no mar Negro
    Rússia apela aos EUA e aliados para pararem manobras militares Sea Breeze no mar Negro
    Região do mar Negro se torna arena de confronto militar, diz MRE russo após incidente com Defender
    Tags:
    invasão, fronteira, Rússia, bombardeio, Reino Unido, Destróier
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar