21:27 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    10791
    Nos siga no

    A Rússia receberá em breve sistemas de defesa antiaérea de próxima geração S-500 capazes de combater as plataformas furtivas da OTAN, escreve edição The National Interest.

    Segundo escreve o autor do artigo Mark Episkopos, este sistema é uma das respostas mais eficazes de Moscou aos caças furtivos dos EUA, tais como o F-35 Lightning II e o F-22 Raptor.

    O sistema S-500 não só supera seu antecessor S-400, mas também tem muitas novas capacidades que colocam este sistema antiaéreo em uma classe particular de desempenho.

    O S-500 é armado com mísseis aperfeiçoados 77N6 que podem interceptar mísseis de cruzeiro hipersônicos e outros armamentos que sejam capazes de atingir velocidades maiores que Mach 5, ou seja mais de 6.125 km/h.

    Além disso, o sistema possui capacidade para atingir até dez mísseis balísticos em um raio de 600 quilômetros que voem a uma velocidade superior a 6,4 km por segundo.

    Sistema de defesa antiaérea russo de nova geração S-500 Prometei (foto de arquivo)
    © Foto / Ministério da Defesa da Rússia
    Sistema de defesa antiaérea russo de nova geração S-500 Prometei (foto de arquivo)

    De acordo com a empresa fabricante Almaz Antei, o S-500 pode igualmente representar uma ameaça para certos tipos de satélites em órbita baixa.

    "O S-500 é um golpe no prestígio dos EUA. Nosso sistema neutraliza armas ofensivas americanas e supera seus sistemas antiaéreos e antimísseis amplamente promovidos", escreve o artigo citando Pavel Sozinov, projetista principal da Almaz-Antey.

    Episkopos enfatiza que o sistema não é tanto uma substituição direta do S-400 como um elo adicional na rede escalonada de defesa antiaérea da Rússia. O novo armamento foi desenvolvido para operar junto com meios de defesa antiaérea mais antigos, como S-400 e S-300, bem como com um grande número de sistemas de mísseis antiaéreos de curto e médio alcance, concluiu o autor.

    O S-500 Prometei faz parte de uma nova geração de sistemas de mísseis terra-ar. O armamento pode detectar e abater tanto mísseis balísticos e de cruzeiro como alvos aerodinâmicos: aviões, helicópteros e outros.

    Os primeiros sistemas entrarão em serviço neste ano e o fornecimento em série terá início em 2025.

    Mais:

    Exército da Rússia recebe avançado radar que poderá ser integrado ao sistema antiaéreo S-500
    Força Aérea do Iraque pode substituir F-16 dos EUA por caças russos, diz mídia
    Drone suicida secreto dos EUA não consegue atingir maquete de Pantsir-S1 durante exercícios
    Tags:
    EUA, Rússia, F-22 Raptor, F-35, S-500, sistema de defesa antiaéreo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar