14:42 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    9591
    Nos siga no

    Arábia Saudita está em negociação com a Rússia para compra de complexos de defesa antiaérea S-400 Triumph e caças Su-35, afirmou o diretor-geral da corporação estatal russa Rostec, Sergei Chemezov.

    Em uma entrevista ao canal RT, o diretor-geral da Rostec informou que está em curso o processo de negociação entre Moscou e Riad relacionada à compra de sistemas S-400 e caças Su-35 da geração 4++. Chemezov especificou que o contrato ainda não foi assinado.

    "Eu falei que, enquanto não assinarmos contratos, não falaremos sobre isso […]. O processo de negociação está em curso", comentou.

    Vale ressaltar que em 2017 surgiram primeiras informações de que a Arábia Saudita planejava comprar sistemas S-400 e caças multifuncionais Su-35, mas, segundo fontes, o acordo não chegou a ser assinado devido à ameaça de sanções dos EUA.

    Sistema de defesa antiaérea S-400 (foto de arquivo)
    © Sputnik / Vitaly Ankov
    Sistema de defesa antiaérea S-400 (foto de arquivo)

    Porém, um contrato de venda de lançadores múltiplos de foguetes TOS-1A de fabricação russa foi assinado.

    É provável que o interesse da Arábia Saudita nos complexos S-400 tenha aumentado após o ataque à refinaria de petróleo em setembro de 2019, em que os sistemas de mísseis Patriot dos EUA foram incapazes de repelir enxame de drones.

    Em virtude destes eventos, o presidente russo Vladimir Putin também propôs à Arábia Saudita adquirir complexos S-300 e S-400.

    Nesta semana, Washington mostrou preocupação pela possível compra por parte do Egito de caças Su-35.

    Mais:

    Rússia inicia produção em série de bombas inteligentes de última geração
    Rússia testará em 2023 novo míssil hipersônico guiado Gremlin 'impossível de derrubar'
    Su-35 recebe 'coroa' de melhor caça na luta contra F-15 dos EUA, escreve National Interest
    Tags:
    EUA, S-400 Triumf, sistema de defesa antiaérea, Su-35, avião russo, avião mlitar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar