03:20 27 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    8202
    Nos siga no

    Fevereiro de 1991 marcou o fim da Operação Tempestade do Deserto e, por sua vez, o fim da Guerra do Golfo, tendo sido a arena de confrontos aéreos muito mais frequentes e intensos do que nas Guerras do Vietnã e Irã-Iraque.

    Os conflitos eram compostos, de um lado, pelas aeronaves militares iraquianas leves de terceira geração, enquanto do lado americano eram utilizadas aeronaves de quarta geração e mais pesadas.

    Apesar de os EUA deterem, em grande parte, a vantagem durante o conflito, em termos de armamento, o Iraque se mostrou resistente e preparado em retaliar. Deste modo, com ajuda da revista militar Military Watch, vamos dar uma olhada em seis das mais impressionantes batalhas aéreas ocorridas na Guerra do Golfo.

    MiG-25PD Foxbat vs. F-18 Hornet

    Em 17 de janeiro de 1991, deu-se a primeira batalha aérea entre dois caças de peso médio F-18 Hornet da Marinha americana e caças iraquianos MiG-25PD Foxbat, provenientes do 96º Esquadrão da Força Aérea do Iraque.

    Os Hornet estariam na mira de mísseis ar-ar de longo alcance R-40, pesando cerca de 100 quilos e podendo manter um voo mais longo do que seus homólogos norte-americanos. Neste combate, um dos Foxbat liquidou com sucesso um F-18, cujo piloto, capitão-tenente Scott Speicher, morreu de imediato.

    O MiG-25 é considerado pela Força Aérea iraquiana a aeronave mais eficiente no que toca às suas capacidades de combate aéreo, possuindo um largo e poderoso sensor e podendo operar a altitudes e velocidades elevadas, sendo o caça mais veloz a operar no mundo até hoje. De igual modo, o MiG-25 era o terceiro caça soviético mais eficiente durante o tempo em que decorreu o conflito em questão.

    MiG-25PD Foxbat vs. F-15C Eagle

    No mesmo dia, dois MiG-25 iraquianos entraram em conflito com F-15 Eagle norte-americanos.

    Os mísseis R-40 dos MiG-25 falharam em interceptar seus alvos, e a falha abriu as portas para os F-15 retaliarem com uma salva de dez mísseis AIM-7. Porém, a velocidade que os MiG-25 conseguiam alcançar os salvou de serem atingidos.

    Caça F-15C Eagle se prepara para receber combustível do KC-135 Stratotanker, 12 de maio de 2019
    Caça F-15C Eagle se prepara para receber combustível do KC-135 Stratotanker, 12 de maio de 2019
    Com design baseado no do Foxbat, os F-15 foram desenvolvidos especialmente para combater o MiG-25 soviético.

    Ambos os caças eram pesados e designados, primariamente, para o combate ar-ar, apesar do F-15 americano ter a vantagem de possuir um Sistema Aéreo de Aviso e Controle (AWAC, na sigla em inglês), conferindo-lhe informação sobre a posição do inimigo.

    MiG-29A Fulcrum vs. F-111 Aardvark e B-52G Stratofortress

    Também em 17 de janeiro um caça iraquiano MiG-29A, a classe de caça mais recente da União Soviética, enfrentou um caça F-111 e um bombardeiro pesado B-52G dos EUA.

    O caça das forças do Iraque utilizou um míssil R-60 de curto alcance para neutralizar o F-111, e em seguida lançou um novo míssil R-27 de longo alcance contra o B-52G, provocando danos graves.

    O sensor do MiG-29A estaria bem posicionado para longos engajamentos ar-ar, e estaria pronto para enfrentar os caças ocidentais de quarta geração de leve e médio pesos, tais como os F-16 e F-18.

    MiG-29A Fulcrum vs. F-15C Eagle

    O primeiro combate entre caças F-15 e MiG-29 resultou em uma perseguição. Dois F-15C Eagle começaram a perseguir um par de MiG-29A, após a presença dos últimos ser detectada por três E-AWAC. Os caças iraquianos se voltaram em direção dos americanos, voando uns contra os outros.

    Os F-15C tiveram sucesso em seu primeiro tiro, usando um míssil AIM-7 em direção à cabeça de um dos caças iraquianos. O MiG-29A, por sua vez, ganhou uma altitude vantajosa sobre um dos F-15C, forçando-o a descer de altitude para que saísse da mira do sistema infravermelho de busca e perseguição (IRST, na sigla em inglês). O IRST era uma configuração bastante comum nos caças soviéticos de quarta geração, algo que os EUA só vieram a integrar 30 anos mais tarde.
    Caças MiG-29 da esquadrilha acrobática Strizhi realizam manobras durante concurso militar
    © Sputnik / Maksim Blinov
    Caças MiG-29 da esquadrilha acrobática Strizhi realizam manobras durante concurso militar

    Fora dos radares, o MiG-29 voltou a voar em direção aos F-15. Porém, os últimos não conseguiam determinar se o MiG-29A era agora aliado ou inimigo, pelo que os três caças acabariam por voar e manobrar muito juntos uns dos outros, até que o MiG-29A acabou ficando perto demais do chão, despenhando-se. No entanto, o seu piloto conseguiu ejetar-se a tempo.

    MiG-29A Fulcrum vs. Tornado

    Em 19 de janeiro, um caça iraniano iria enfrentar um caça Tornado, proveniente da Força Aérea Real britânica, aliada dos EUA, que conheceu seu destino final ao ser atingido por um míssil R-60MK de curto alcance, lançado do MiG-29A.

    O caça britânico Tornado era uma aeronave de quarta geração, sendo amplamente considerado um dos caças menos eficientes no combate ar-ar. Este teria sido atingido devido à sua falta de coordenação e velocidade, algo em que o MiG-29A era eficaz.

    MiG-25PD Foxbat vs. F-15C Eagle

    Por fim, o combate entre os caças MiG-25 Foxbat do Iraque e F-15C Eagle dos EUA, ocorrido em 30 de janeiro de 1991.

    Os Foxbat teriam a prioridade de acessar os restantes aeródromos no Iraque, sendo enviados para quebrar a "barreira" de F-15 da Força Aérea americana. Dois dos Foxbat enviados emboscaram dois F-15, cujas localizações teriam sido fornecidas pela inteligência iraquiana que conseguiu interceptar as comunicações estadunidenses.

    Os MiG-25PD teriam decolado de diferentes bases, permitindo-lhes cercar os F-15 por diferentes lados. Com o disparo de uma salva de mísseis R-40, os Foxbat atingiram fatalmente um F-15, apesar de as forças americanas insistirem que este regressou à sua base após ter resistido aos danos infligidos.

    Mais:

    'Tiro de precisão': caças russos Su-27 lançam mísseis na região de Kaliningrado (VÍDEO)
    Turquia contrata empresa de lobby dos EUA para reintegrar programa dos caças F-35
    Ataque no Iraque deixa ao menos 1 militar dos EUA morto, segundo relatos (VÍDEO)
    Tags:
    guerra, Golfo Pérsico, Oriente Médio, Iraque, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar