08:38 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    358
    Nos siga no

    Na terça-feira (2), o caça F-15EX, da Boeing, realizou seu primeiro voo no Aeroporto Internacional de Lamberty, nos EUA.

    O F-15EX é a versão mais nova e avançada do caça F-15 Eagle e integra tecnologias como radar de varredura eletrônica ativa (AESA, na sigla em inglês) APG-82, sistemas de alarme de aproximação de mísseis, fly-by-wire, motores General Electric F110-GE-129 e o computador de missão existente ADCP-II.

    ​Tenha uma EXcelente vista do F-15EX decolando durante seu primeiro voo. Nós entregaremos os dois primeiros jatos à Força Aérea dos EUA em breve.

    O voo, que durou 90 minutos, foi conduzido pelo piloto de testes da Boeing Matt Giese, que checou os aviônicos, sistemas avançados e software do jato multifuncional. Além disso, uma equipe de teste monitorou os dados coletados durante o voo em tempo real.

    "O voo bem-sucedido de hoje prova a segurança do jato e a prontidão para se juntar à frota de caças de nosso país", afirmou Prat Kumar, vice-presidente da Boeing e gerente do programa F-15.

    As aeronaves contarão com mais armas do que qualquer outro avião de combate de sua classe e poderão lançar armas hipersônicas de até 6,7 metros de comprimento e de até três toneladas de peso.

    A Força Aérea norte-americana anunciou um contrato de fornecimento indefinido. Em um comunicado, o responsável pelo programa F-15EX, Lori Schneider, ressaltou que "é a versão mais avançada do F-15 já construída, devido em grande parte à sua espinha dorsal digital".

    Mais:

    Carro voador da Força Aérea dos EUA deve decolar em 2021
    É identificada mulher baleada no Capitólio: seria veterana da Força Aérea dos EUA
    Força Aérea dos EUA está ficando sem tempo para manter credibilidade de bombardeiros estratégicos
    Tags:
    Força Aérea dos EUA, eua, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar