08:21 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 37
    Nos siga no

    O país norte-americano conduziu no início de janeiro testes do míssil de cruzeiro JASSM-ER AGM-158B, sendo usado por um caça F-15E, que tem um alcance de quase 1.000 quilômetros.

    A Força Aérea dos EUA demonstrou caça F-15E Strike Eagle de quarta geração munido com míssil furtivo ar-terra JASSM-ER AGM-158B.

    O AGM-158B teria sido lançado durante um teste do míssil em 7 de janeiro de 2021 no Novo México, EUA. O ramo militar norte-americano anunciou em comunicado que o teste "pretendia validar hardware e software aprimorados que vão melhorar a letalidade do F-15E e outras plataformas de entrega".

    Segundo o portal The Drive, é quase certo que o complexo de Abu Bakr al-Baghdadi, antigo líder do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países), foi destruído por mísseis de cruzeiro AGM-158 em 2019. Além disso, foram disparados 19 desses mísseis durante um breve ataque com mísseis dos EUA à Síria em 2018.

    Caça F-15E prepara-se para usar míssil AGM-158B em base aérea no Novo México, EUA, 7 de janeiro de 2021
    © Foto / Força Aérea dos EUA / Sargento Paige Yenke
    Caça F-15E prepara-se para usar míssil AGM-158B em base aérea no Novo México, EUA, 7 de janeiro de 2021

    Em junho de 2020, a agência ucraniana Defense Express escreveu que o míssil pode atingir o Ártico russo e partes da Sibéria sem entrar na área protegida pelos sistemas de defesa antiaérea se for lançado de um bombardeiro B-52. No entanto, os sistemas de defesa antiaérea da Rússia conseguem atingir 90% dos alvos, incluindo os vindos de bombardeiros de longo alcance, comentou na época Aytech Bizhev, tenente-general aposentado.

    Caça F-15E prepara-se para usar míssil AGM-158B em base aérea no Novo México, EUA, 7 de janeiro de 2021
    © Foto / Força Aérea dos EUA / Sargento Paige Yenke
    Caça F-15E prepara-se para usar míssil AGM-158B em base aérea no Novo México, EUA, 7 de janeiro de 2021

    Neste momento a Força Aérea está desenvolvendo uma variante com "alcance extremo", o AGM-158D JASSM-XR, que poderia atingir alvos desde distâncias superiores a 1.600 quilômetros, em comparação com o máximo de cerca de 970 quilômetros atingido pelos modelos AGM-86C/D.

    Diretor assistente de operações e diretor de testes do caça F-15E prepara-se para usar míssil AGM-158B em base aérea no Novo México, EUA, 7 de janeiro de 2021
    © Foto / Força Aérea dos EUA / Natalie Stanley
    Diretor assistente de operações e diretor de testes do caça F-15E prepara-se para usar míssil AGM-158B em base aérea no Novo México, EUA, 7 de janeiro de 2021

    A série JAASM entrou em serviço pela primeira vez em 2009, tendo atingindo a capacidade operacional inicial no F-15E em 2013 e capacidade completa em 2018. A versão de longo alcance foi integrada pela primeira vez em 2014 no bombardeiro B-1B.

    Mais:

    Defesa antiaérea não ajudará: como serão futuros mísseis hipersônicos do Pentágono?
    Míssil hipersônico dos EUA sofre nova falha e tem 'ano perdido'
    FOTOS mostram bombardeiro B-1B dos EUA com míssil de cruzeiro externo
    Lockheed Martin ganha concurso de US$ 818 milhões para produzir mísseis ar-terra
    Tags:
    The Drive, Força Aérea dos EUA, Força Aérea, Novo México, Daesh, Rússia, Ucrânia, F-15E, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar