23:17 20 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    5794
    Nos siga no

    O S-400 entrou em serviço em 2007, mas os militares russos já começaram a trabalhar em sua eventual substituição, o S-500. A Rússia deverá completar o trabalho nesse sistema no próximo ano.

    Considerado um dos melhores sistemas de mísseis estratégicos e versáteis de superfície-ar em operação, o S-400 Triumph, de fabricação russa, foi criado para fornecer proteção contra ataques aéreos, incluindo mísseis balísticos de cruzeiro, táticos e operacionais, bem como mísseis de alcance intermediário em um ambiente de interferência de rádio. O míssil também pode ser utilizado contra instalações terrestres, segundo o The National Interest.

    Na sexta-feira (27), em entrevista ao jornal do Ministério da Defesa da Rússia, o Krasnaya Zvezda, o comandante-chefe e tenente-general Andrei Yudin disse que "[...] o trabalho para o desenvolvimento da defesa aérea móvel S-500 e do sistema de mísseis antibalísticos está programado para ser concluído em 2021". Também no início deste ano, o vice-primeiro-ministro russo, Yuri Borisov, disse que os S-500 já estavam passando por testes estaduais, e que com tempo, sua produção em série seria permitida.

    Os primeiros testes do S-500, supostamente, ocorreram no ano passado e, durante seu lançamento de teste, o novo sistema de mísseis antiaéreos russo atingiu um alvo com um alcance de 481,2 quilômetros, 80 quilômetros a mais do que qualquer outro sistema de mísseis existente.

    O S-500 pode detectar e atacar simultaneamente até dez ogivas de mísseis balísticos voando a velocidades de mais de 6,4 quilômetros por segundo. A plataforma antimíssil também pode utilizar vários sistemas de radar distintos, que são voltados para diferentes alvos - podendo incluir diferentes radares para detectar aviões, helicópteros, drones e mísseis ao mesmo tempo, informa a mídia.

    Sistema de defesa antiaérea russo de nova geração S-500 Prometei (foto de arquivo)
    © Foto / Ministério da Defesa da Rússia
    Sistema de defesa antiaérea russo de nova geração S-500 Prometei (foto de arquivo)

    Comparado ao seu antecessor, o S-500 é cerca de seis segundos mais rápido. O seu fabricante, Almaz-Antey, chegou a afirmar que o S-500 poderia atingir satélites em órbita baixa e certos tipos de aeronaves espaciais próximos do espaço. Foi também afirmado que o S-500 poderia ser uma "bala de prata" contra caças furtivos como o F-35, mas ainda não foi revelado quantos dos novos sistemas a Rússia seria capaz de produzir na próxima década.

    O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse anteriormente que as entregas dos S-500 aos corpos militares começariam neste ano, enquanto as entregas em série estavam programadas para 2025. A Rússia tem treinado especialistas para operarem os novos sistemas na Academia Militar da Força Aeroespacial em Tver, na Rússia, desde 2017.

    Por enquanto, os militares russos continuarão a implantar o sistema de mísseis S-400 em suas unidades. Contudo, o Ministério da Defesa da Rússia anunciou, em setembro, que dois regimentos de defesa aérea do Distrito Militar Oriental serão em breve equipados com a plataforma Triumph.

    Mais:

    Rússia lança míssil Tsirkon, que atinge alvo a 450 km durante teste (VÍDEO)
    Novo míssil antibalístico russo atinge alvo com precisão durante testes (VÍDEO)
    Relatório da OTAN indica que a China poderia ameaçar a Europa e aos EUA
    Tags:
    sistema de defesa antiaérea, Defesa, Rúss, S-400, S-500
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar