19:56 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    374
    Nos siga no

    O atual governo dos EUA tem, por várias vezes, ameaçado impor sanções à Turquia sobre a aquisição de sistemas de defesa aérea S-400 da Rússia. Do mesmo modo, Ancara se recusou a cumprir tais exigências.

    O vice-presidente do Partido da Justiça e Desenvolvimento - também conhecido por Partido AK - do governo turco, Numan Kurtulmus, minimizou as preocupações introduzidas pelos EUA devido à compra dos sistemas de defesa aérea russos S-400. Kurtumulus sugeriu que o democrata Joe Biden, apontado como vencedor da corrida presidencial, pode estar mais atento aos interesses dos EUA no Oriente Médio e, portanto, poderá não impor sanções a Ancara, um de seus parceiros regionais.

    "O presidente dos EUA provavelmente observará o equilíbrio no Oriente Médio com muito cuidado em prol dos interesses dos EUA, e não desejará continuar as relações tensas com a Turquia [...] Acredito que eles [EUA] darão passos positivos no futuro", comentou Kurtulmus.

    O vice-presidente observou, no entanto, que independentemente das medidas futuras de Washington em relação às sanções do S-400, Ancara não pretende vendê-los ou deixá-los sem uso. Trata-se do direito soberano da Turquia em se defender, e o país não se curvará perante as exigências americanas.

    Washington ameaça Turquia pela compra de S-400

    A declaração de Kurtulmus vem em um momento em que os resultados finais da corrida presidencial dos Estados Unidos permanecem em dúvida, em meio aos esforços contínuos do presidente Donald Trump, para contestá-los em tribunal sobre supostas fraudes e violações.

    A equipe do democrata já o declarou como vencedor, e anunciou sua intenção de "restaurar" as relações dos EUA com seus aliados estrangeiros, apesar de Biden nunca ter mencionado a questão das tensões EUA-Turquia nos últimos anos.

    Caminhão com partes do sistema de defesa antiaéreo russo S-400, em aeroporto próximo à Ancara (foto de arquivo)
    © AP Photo / Ministério da Defesa da Turquia
    Caminhão com partes do sistema de defesa antiaéreo russo S-400, em aeroporto próximo à Ancara (foto de arquivo)
    Em dezembro de 2017, Ancara decidiu comprar sistemas de defesa aéreos S-400 da Rússia, após seu pedido de compra à American Patriots ficar sem resposta durante anos. Porém, Washington afirma que o sistema de defesa aérea russo é incompatível com a o da OTAN, apesar de não ter objeções no passado à aquisição de sistemas S-300 pela Grécia.

    A Casa Branca decidiu unilateralmente parar de entregar os jatos F-35 que a Turquia havia ordenado, e ameaçou impor sanções econômicas contra o país por sua compra de equipamento militar russo, exceto se Ancara não usar o sistema de defesa de ponta recém-adquirido, cenário que o presidente turco Recep Tayyip Erdogan rejeitou veementemente.

    Mais:

    Macron acusa Rússia e Turquia de alimentarem sentimento antifrancês na África
    Defesa russa relata mais de 30 ataques terroristas no norte da Síria
    VÍDEO mostra Ancara impedindo Berlim de revistar cargueiro turco suspeito de levar armas à Líbia
    Tags:
    Defesa, S-400, Rússia, Estados Unidos, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar