12:45 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    442
    Nos siga no

    Força Aérea dos EUA está armando aviões de transporte com bombas para missões de ataque em um passo evidente de ampliação da capacidade ofensiva da sua frota de aeronaves de abastecimento e transporte.

    A decisão proporcionará uma importante capacidade de usar bombas em altitudes baixas e em locais de difícil acesso.

    No âmbito de uma simulação do Comando de Operações Especiais da Força Aérea dos EUA, um avião de transporte militar C-130J largou bombas paletizadas em três lançamentos aéreos separados para expandir as capacidades de operação de aviões cargueiros C-130.

    Aeronave de Operações Especiais lançou três plataformas descartáveis de combate (CEP, na sigla em inglês) que carregavam munições paletizadas empilhadas.

    De acordo com relatório da Força Aérea norte-americana, as plataformas descartáveis de combate eram formadas por seis munições de massa igual à de munições reais sobre um "espectro de lançamentos aéreos de baixas e elevadas altitudes", relata Fox News.
    Soldados norte-americanos usando máscaras em frente a aviões de transporte C-130 durante um exercício militar em meio à pandemia, na Base Aérea de Yokota dos EUA, Japão, 21 de maio de 2020
    © REUTERS / Issei Kato
    Soldados norte-americanos usando máscaras em frente a aviões de transporte C-130 durante um exercício militar em meio à pandemia, na Base Aérea de Yokota dos EUA, Japão, 21 de maio de 2020

    A entidade militar dos EUA descreveu os armamentos como "armas de conceito inovador" que proporcionará nova extensão no combate de "última geração".

    Armação de aviões representa novas dinâmicas táticas curiosas. Aviões C-130 movidos a motor a hélice têm maior capacidade para operar em terreno acidentado e rochoso. Os seus motores são menos suscetíveis a pedras ou destroços que podem atingir a aeronave.

    Em um cenário de ataque nestas condições, grupos pequenos de operações especiais separadas de apoio mecanizado poderiam ser auxiliados por uma aeronave C-130 largando bombas aéreas em possível conflito, o que abriria uma nova gama de opções de incursões, tais como ataques penetrantes, ataques a bunkers ou edifícios e contra inimigos escondidos em túneis subterrâneos.

    Mais:

    Força Aérea dos EUA pinta 2º caça F-16 imitando Su-57 para exercícios de simulação (FOTOS)
    Força Aérea dos EUA suspende entrega do novo avião-cisterna KC-46A Pegasus
    Força Aérea dos EUA planeja converter toda frota de caças F-16 em drones
    Tags:
    bombardeiros, munições, C-130J, avião de transporte, transporte militar, bombas, Força Aérea dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar