00:14 15 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    488
    Nos siga no

    A instalação subterrânea foi construída para que o governo de Israel consiga operar com segurança em caso de crise.

    O Gabinete de Segurança de Israel, onde interagem ministros liderados pelo premiê Benjamin Netanyahu, começou a realizar reuniões semanais em um bunker subterrâneo em Jerusalém para ajudar a coordenar a campanha de luta contra o novo coronavírus, informou na quinta-feira (26) a mídia israelense, citada pela Reuters.

    ​Um dos bunkers NQB em Jerusalém destinado para acolher o governo em caso de necessidade, isolando-o do mundo exterior, começou a operar, e já há alguns dias o Gabinete de Segurança realiza reuniões nele.

    O bunker, chamado Centro de Gestão Nacional, foi construído para funcionários israelenses há mais de uma década em meio a preocupações sobre o desenvolvimento do programa nuclear do Irã e trocas de ataques com mísseis e foguetes com Hezbollah.

    As instalações servem como um posto de comando e controle para que altos funcionários israelenses possam continuar governando a nação durante uma crise grave, como a atual pandemia de coronavírus.

    A ativação do Centro Nacional de Gestão é resultado do aumento de casos da COVID-19 em Israel, da instabilidade potencial e das implicações estratégicas que poderiam acompanhar o surto.

    Atualmente, em Israel foram confirmados mais de 5.500 infecções e 21 mortes por coronavírus, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

    Mais:

    Bunker do 'exército secreto de Churchill' é encontrado na Escócia (FOTOS)
    Empresas de bunkers nos EUA anunciam aumento da demanda devido à COVID-19
    Tags:
    COVID-19, novo coronavírus, nuclear, bunker, Benjamin Netanyahu, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar