22:22 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 32
    Nos siga no

    No domingo (14), pela primeira vez em três anos, bombardeiros nucleares B-52 dos EUA retornaram ao Alasca à medida que a Força Aérea norte-americana exibe sua capacidade de enviar recursos estratégicos em missões pelo mundo afora.

    Três bombardeiros B-52 Stratofortress do 96º Esquadrão de Bombardeiros chegaram no domingo (14) à Base Aérea Eielson, no Alasca, para realizar treinamentos com os aliados, parceiros e outras forças dos EUA, aponta comunicado da entidade militar americana, não mencionando quanto tempo os bombardeiros permanecerão no Alasca.

    Os B-52 participaram pela última vez de exercícios na base aérea do Alasca entre julho e agosto de 2017.

    Bombardeiro estratégico americano B-52
    © CC BY 2.0 / manhhai
    Bombardeiro estratégico americano B-52

    Durante a primeira missão no domingo (14), um dos bombardeiros estratégicos realizou treinamento de interceptação sobre o mar Beaufort, no oceano Ártico, acompanhado por caças norte-americanos F-22 e aeronaves CF-18 da Força Aérea canadense, nota comunicado.

    A implantação de B-52 se alinha à Estratégia da Defesa Nacional, cujo objetivo é "previsibilidade estratégica e imprevisibilidade operacional", escreve portal Stars and Stripes.

    Mais:

    EUA enviam bombardeiros nucleares para missões de 'dissuasão estratégica' no Pacífico (FOTOS)
    Bombardeiros de longo alcance dos EUA conduzem 1ª operação estratégica na Suécia
    Caças russos Su-27 escoltam bombardeiros estratégicos B-52H dos EUA sobre mar Báltico (VÍDEO)
    Tags:
    interceptação, Força Aérea do Canadá, Força Aérea dos EUA, exercícios aéreos, Ártico, Alasca, base aérea, B-52, bombardeiro estratégico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar