17:06 02 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3614
    Nos siga no

    O Exército dos EUA está atualmente treinando suas capacidades contra aeronaves inimigas nos primeiros exercícios desta natureza no Atlântico, anunciou nesta sexta-feira (29) o Comando Norte do país.

    Bombardeiros supersônicos de longo alcance B-1B do Comando Estratégico dos EUA (STRATCOM, na sigla em inglês) irão simular os bombardeiros do adversário tentando penetrar no espaço aéreo do país, disse o porta-voz do Comando Norte. Os exercícios tiveram início no dia 28 e devem terminar neste domingo (31).

    Em um esforço bilateral, caças CF-18 da Força Aérea canadense, junto com aeronaves F-15 da Força Aérea dos EUA e F/A-18 do grupo do porta-aviões USS Harry S. Truman, terão a missão de afastar os bombardeiros "inimigos".

    Os bombardeiros B-1B que participam dos exercícios estão regressando aos EUA após terem realizado várias operações recentes na Europa.

    O porta-aviões USS Harry S. Truman e os navios de escolta têm estado presos no mar devido a preocupações em relação à pandemia de coronavírus, avança Business Insider.

    Tendo estes meios estratégicos no local, os líderes militares viram nisso uma oportunidade de realizar exercícios destinados a robustecer as forças conjuntas e aumentar o nível de interoperacionalidade, ressaltou o porta-voz do Comando Norte das Forças Armadas dos EUA.

    Esta é primeira vez que quatro comandos militares dos EUA e o Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (NORAD, na sigla em inglês) se unem para conduzir operações de defesa.

    Mais:

    Bombardeiro B-1B dos EUA realiza operação com caças poloneses perto de fronteira russa (VÍDEO)
    Foi por pouco: caça F-35 da Marinha dos EUA 'vai ao mar' depois de decolagem (VÍDEOS)
    Novos mísseis de cruzeiro da Marinha dos EUA serão movidos a etanol à base de milho
    Tags:
    exercícios militares, exercícios conjuntos, B-1B, bombardeiro estratégico, caças, Força Aérea do Canadá, Marinha dos EUA, USS Harry Truman
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar