14:57 01 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    9472
    Nos siga no

    Após passar por testes no ano passado, o sistema de defesa antiaérea S-500 Prometei estará pronto para ser entregue às Forças Armadas da Rússia neste ano.

    Em declaração à revista Radioelektronnye Tekhnologii, o vice- ministro da Defesa russo, Aleksei Krivoruchko, disse:

    "O novíssimo sistema de defesa antiaérea S-500 Prometei foi submetido a testes das tropas de Defesa Antiaérea e de Defesa Antimísseis em 2019, com o lançamento de mísseis que não possuem análogos no mundo. Estamos confiantes de que o novo complexo estará pronto para entrega às tropas em 2020."

    Ainda segundo a autoridade, a principal tarefa do S-500 é abater autonomamente mísseis balísticos de alcance intermediário (com raio de ação até 3.500 km) e mísseis intercontinentais, no final da trajetória do míssil ou, em algumas situações, no meio dela.

    Prazo antecipado

    Anteriormente, o vice-ministro havia dito que os testes iniciais do S-500 ocorreriam em 2020, enquanto sua produção em série estava planejada para 2025.

    Já o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse recentemente que a entrega do sistema começará em 2020.

    Enquanto isso, o preparo dos militares especialistas que irão operar o equipamento está sendo conduzido desde 2017 na base da Academia Militar de Defesa Aeroespacial da Rússia, na cidade de Tver.

    O armamento foi projetado para ser utilizado pelos próximos 25 anos.

    Avião-tanque

    Ainda de acordo com Krivoruchko, o novo avião-tanque russo, Il-96-400TZ, terá seus voos de teste findados em maio.

    "Nós planejamos completar os testes de voo de fábrica do promissor avião-tanque Il-96-400TZ em maio de 2020."

    Capaz de carregar mais de 65 toneladas de combustível, a aeronave terá autonomia de até 3.500 km.

    Outros armamentos

    Também o bombardeiro estratégico Tu-160M2 tem seu primeiro voo previsto para 2021, e suas primeiras entregas deverão ser realizadas já em 2023. Estima-se que a Força Aeroespacial russa contará com 10 unidades do novo bombardeio quatro anos mais tarde.

    Já em relação aos mísseis ICBM Sarmat, a autoridade disse que os "primeiros mísseis fabricados em série serão incorporados em 2021".

    Mais:

    Chancelaria turca propõe inclusão dos S-400 russos no sistema de defesa da OTAN
    Mídia revela novas capacidades do sistema de defesa antiaérea russo S-500
    Americanos poderiam impedir compra de S-400 pelo Iraque?
    Tags:
    Forças Armadas da Rússia, sistema de defesa antiaérea, Rússia, S-500
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar