02:04 31 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2163
    Nos siga no

    As Forças Armadas do Paquistão realizaram o lançamento do míssil balístico superfície-superfície Ghaznavi capaz de levar vários tipos de ogivas nucleares a distâncias de mais de 290 quilômetros.

    Na quinta-feira (23), as Forças Armadas do Paquistão realizaram o lançamento de um míssil balístico Ghaznavi, informa a ala de mídia das Forças Armadas do Paquistão ISPR (Inter-Services Public Relations).

    "O lançamento de teste foi uma parte dos exercícios de campo do Comando das Forças Estratégicas do Exército, destinados ao treinamento dos procedimentos de prontidão operacional de dia e de noite", afirmou o ISPR.

    Diretor-geral da Divisão de Planos Estratégicos, tenente-general Nadeem Zaki Manj, apreciou a preparação operacional do Comando das Forças Estratégicas do Exército que gere as forças nucleares terrestres.

    Paquistão efetuou hoje com sucesso o lançamento de teste do míssil balístico superfície-superfície Ghaznavi com alcance de 290 quilômetros, capaz de levar ogivas nucleares e convencionais.

    O teste foi realizado dias depois dos cientistas da defesa da Índia terem realizado um disparo de teste do míssil balístico de lançamento submarino de alcance intermediário K-4, com capacidade nuclear, ao largo da costa de Andhra Pradesh.

    A Índia e o Paquistão têm realizado vários testes de mísseis durante os últimos meses, afirmando que eles são parte da preparação operacional. Os seus exércitos estiveram envolvidos em trocas de tiros persistentes na fronteira desde agosto, após Nova Deli ter revogado o estatuto especial concedido ao estado indiano de Jammu e Caxemira.

    Mais:

    Míssil que derrubou avião ucraniano explodiu por baixo da cabine dos pilotos, revela investigação
    'Navalha' voadora: míssil com lâminas é usado pela 1ª vez no Afeganistão (FOTO)
    Qual será 1ª embarcação russa a contar com míssil hipersônico Tsirkon?
    Tags:
    Índia, ogiva nuclear, míssil balístico, Paquistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar