17:51 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Bombardeiro Tu-160M

    Primeiro bombardeiro modernizado russo Tu-160M entra em fase de testes

    © Sputnik / Maksim Tumanov
    Defesa
    URL curta
    8440
    Nos siga no

    Após modernização profunda, bombardeiro russo Tu-160M está sendo submetido a testes de voo.

    O primeiro bombardeiro Tu-160M modernizado foi entregue na quinta-feira (28) para testes no solo e testes de voo a uma estação de treinamento aéreo, afirmou uma fonte no complexo militar-industrial russo.

    "Em 28 de novembro, o primeiro porta-mísseis estratégico Tu-160M totalmente modernizado foi transferido das oficinas de produção para a estação de testes de voo KAZ S. P. Gorbunov, para realizar a etapa de testes no solo e de voo", disse a fonte.

    Segundo ela, o Tu-160M passará para a fase de ensaios de voo após a conclusão das operações em terra. A nova aeronave deverá estar pronta para entrega às Forças Armadas no fim de 2021.

    'Na prática, é um novo avião'

    O modelo do bombardeiro é muito semelhante ao anterior Tu-160, mas possui modernizações importantes, tais como um motor HK-32, que eleva o raio de combate até 7.300 quilômetros, podendo o avião ser equipado com mísseis hipersônicos.

    Um dos bombardeiros estratégicos russos Tu-160 na base aérea de Waterloof, na África do Sul
    © AP Photo /
    Um dos bombardeiros estratégicos russos Tu-160 na base aérea de Waterloof, na África do Sul

    A envergadura das asas em diferentes posições varia de 35,6 a 55,7 m. O design exclusivo da asa permite que a aeronave supere as defesas aéreas do inimigo a velocidades de até 2.200 km/h. O avião pode atingir a velocidade supersônica no modo pós-combustão e mantê-la durante 45 minutos. A tripulação do Tu-160 é de quatro pessoas, a carga dos armamentos é de 40-45 toneladas, o alcance é de 13.500 km.

    O novo poderoso míssil X-M55MS, com uma ogiva nuclear de 200 quilotons, tem um incrível alcance de 3.000 quilômetros. Outra novidade são os mísseis X-101, também usados em outras novas aeronaves estratégicas russas, capazes de "enganar" os sistemas antiaéreos.

    Mais:

    Pentágono pensa em reciclar bombardeiros para serem 'caminhões de bombas voadores'
    Por que Pentágono teme novo míssil 'assassino' de bombardeiro chinês?
    Japão e Coreia do Sul mobilizam caças para escoltar bombardeiros estratégicos Tu-95 (VÍDEO)
    Tags:
    Tu-160, Bombardeiro, Defesa, avião, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar