11:51 20 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Caças Su-30 MKI da Força Aérea da Índia na inauguração da exposição Aero India 2019 em Bangalore

    Piloto francês tira selfie treinando em caça Su-30 de produção russa – Foto

    © AP Photo / Aijaz Rahi
    Defesa
    URL curta
    3151
    Nos siga no

    Os exercícios conjuntos franco-indianos denominados Garuda-VI foram iniciados na base da Força Aérea da França em Mont-de-Marsan em 1º de julho e visam melhorar o nível de interoperabilidade das tripulações francesas e indianas em missões militares.

    A Força Aérea Indiana (IAF) anunciou na sexta-feira (5) que um de seus pilotos voou com um caça Rafale, enquanto um piloto da Força Aérea da França voou com um caça Su-30MKI da Índia, fabricado na Rússia.

    Um piloto francês faz um voo de familiarização a bordo de um Su-30MKI da IAF. Grande avião!

    Durante o voo, o piloto da Força Aérea francesa tirou uma selfie da cabine do piloto do caça.

    O objetivo do exercício conjunto Índia-França é partilhar boas práticas e reforçar a interoperabilidade e a cooperação entre as duas forças aéreas.

    Durante o voo de intercâmbio, o líder de esquadrão Sourabh Ambure voou no avião Rafale da Força Aérea francesa

    O objetivo dos exercícios Garuda-VI é testar novas técnicas tácticas e estratégicas, aprimorar a interação e testar capacidades militares. Esta é também uma oportunidade para a Força Aérea indiana testar os caças Rafale, que estão prestes a juntar-se à IAF em poucos meses.

    Durante as duas semanas de exercícios Garuda-VI, a Força Aérea indiana utilizará 10 caças multifuncionais Su-30MKI, aviões de transporte Il-76 e um avião de reabastecimento Il-78.

    Mais:

    Caça Su-57 pode ter a Índia como um dos seus principais destinos, diz ministro russo
    Primeiro-ministro da Índia é pressionado a renunciar após compra de caças franceses
    Mídia: Índia vai comprar 21 caças russos MiG-29
    Tags:
    exercícios, selfie, Su-30, caça, Força Aérea, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar