20:07 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Helicópteros Mi-24

    Ação militar na Síria aumenta demanda por armas russas no mundo inteiro

    © Sputnik/ Vitaliy Ankov
    Defesa
    URL curta
    Defesa da Rússia (214)
    118141371

    A operação militar da Rússia na Síria está em andamento há mais de um mês e, junto com seus objetivos militares, Moscou agora tem a chance perfeita de demonstrar a compradores em potencial suas armas e equipamentos militares, afirma a rede alemã Deutsche Welle.

    No dia 30 de setembro, a Rússia iniciou ataques aéreos contra o grupo terrorista Estado Islâmico na Síria a pedido do Presidente Bashar Assad. Desde então, segundo diferentes fontes, a Rússia usou cerca de 60 caças e helicópteros na Síria.

    A operação envolve aviões de guerra e helicópteros desenvolvidos na Era Soviética e modificados posteriormente. Entre eles estão os bombardeiros Su-24M, Su-25SM, Su-30SM e helicópteros Mi-24 e Mi-28. Além disso, a ofensiva conta também com caças Su-34 de quarta geração, que foram incluídos na esquadrilha russa em 2014.

    Para Ulrich Kuhn, especialista do Instituto Para Pesquisa da Paz e Política da Segurança, de Hamburgo, a operação militar russa na Síria deve durar no máximo seis meses.

    "Isso pode ser provado pelo fato de que a Rússia levou uma quantidade pequena de armas e soldados para a Síria. Ao mesmo tempo, diferentes tipos de caças e helicópteros estão sendo usados", afirmou.

    O especialista presume que a operação também tem como objetivo promover a capacidade militar das armas russas. A opinião é compartilhada por Simon Vezeman, pesquisador do Instituto Internacional de Pesquisa da Paz de Estocolmo. Segundo ele, a Rússia está tentando alcançar seus objetivos militares e geopolíticos na Síria ao mesmo tempo em que promove seus equipamentos.

    "Compradores em potencial podem ver como o equipamento militar russo funciona não em exposições de armas, mas na vida real" disse o analista à Deutsche Welle.

    Segundo números oficiais, as exportações de armas da Rússia em 2014 foram de US$ 15 bilhões.

    Pouco antes do início da operação, o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, afirmou que o país buscava aumentar suas exportações no setor. No fim de outubro, o vice-governador da Região de Novosibirsk, Sergei Semka, anunciou novos contratos para a exportação de caças Su-34.

    Tema:
    Defesa da Rússia (214)

    Mais:

    Ministério da Defesa russo enviará mais de 10 drones para operar no leste do país
    Ministério da Defesa da Rússia reforça Distrito Militar do Sul com novas aeronaves
    Ministério da Defesa confirma morte de soldado russo na Síria
    Rússia mantém posição de liderança no mercado de armas
    Com petróleo em baixa, Rússia aposta na exportação de armas
    Tags:
    demonstração, exportação, armas, Su-30SM, Su-34, Su-25, Su-24, Mi-28, Mi-24, Deutsche Welle, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik